A Dream of Poe

Banda: A Dream of Poe

Titulo: “The Wraith Uncrowned”

Editora: Independente

Data de Lançamento: 07.Abril.2019

Foram necessários três (3) anos para o retorno do projeto a solo de Miguel Santos (In Peccatum, ex-Sacred Tears) denominado A DreamOf Poe. Num registo emocional a meias com o letrista Paulo Pacheco (ex-Slith), a novidade digital “The Wraith Uncrowned” é inteiramente dedicada á memória do amigo e familiar Luis ‘Nox’ Amaral.

A honrosa forma de perpetuar a memória deste ente querido principia com “Versos Para O Submundo”, o único trecho interpretado em Português. As demais sete (7) conseguidas músicas na língua oficial de mais de cinquenta (50) Países também são recapitulativas de sentimento manifesto nuns melódicos e ruinosos trinta e nove (39) minutos.O multi instrumentista da Ilha de São Miguel, Açores que presentemente também dissemina a sua arte por Edimburgo, Escócia, descurou as prévias influências e sustentou este quarto álbum de originais num sinfónico ecossistema gótico, com justuras épicas, guitarras doomy, e a comunitária dualidade vocal.Contém, porém e também, elementos Folk bem operados e apensos em parcelas inteligentes, e uma dinâmica rítmica imperativa a que nos rendamos e ao início se volte, num ciclo que não se faz por obrigação mas sim com satisfação.

Lançado a expensas próprias, “The Wraith Uncrowned” valida a sua presença no harmonioso matrimónio das composições poéticas e arranjos orquestrais complexos que sumarizam num momento de escuta graciosa apesar de soturna – qual cisne negro no seu último canto –tocando na alma do ouvinte mais empedernido acordes melancólicos que invadem uma saudade duradoura.

Completando, aos catorze anos (14) de idade os A DreamOf Poe redesenham a estética sonora em função do ínsito Gothic/Doom Metal. Sem perder de vista a sua génese musical em momento algum, o luzido patrício acreditou noutros parâmetros que podem ser ainda mais explorados no futuro.

Pontuação: 8,0/10

Por: Paula Antunes

Revisão: Mário Filipe Pires

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.