Nightrage

Banda: Nightrage

Título: “Wolf to Man”

Editora: Despotz Records

Data de Lançamento: 29.Março.2019

Com o foco na frase latina Homohominilupusest que traduzido significa “O Homem é lobo para outro homem” recorrendo ao comportamento feroz, desafiador e protector do lobo os Nightrage trazem-nos o seu oitavo álbum de estúdio. São doze faixas de puro death metal melódico que já vem seguindo a linha em que a banda teve inico em 2002, embora tenham tido algumas mudanças no alinhamento o resultado final é fabuloso.

“Starless Night” irrompe com riffs de guitarras e bateria a passo veloz bem incorporado na secção vocal e com melodia dedilhada a compasso. “ Wolf to man” faixa que dá nome a este excelente álbum manda-nos acordes de guitarra e blast beats que logo desde o inicio é cativante e rebenta com tudo. Foi aliás um dos primeirossingles e vídeos da banda a ser divulgado já pronunciando mais um êxito da banda, juntamente com “By Darkness Drawn”.

“Embrace the Nightrage” tem uma secção melódica conjugada com riffs e a voz de RonnieNyman que não dá descanso ao pescoço. Segue-se “Desensitized” com toques de riffs e baixo que dá nas vistas tornando-se cativante as secções em que a música parece abrandar e depois Ronnie Nymar põe a sua força toda nos guturais vigorosos que emana a plenos pulmões. “God For bid” segue com o mesmo vigor e pujança a linha melódica é notória e a bateria tem um vigor fenomenal.

“By Darkness Drawn” e “The Damned” é Nightrage puro, naquele death metal melódico próprio da banda com intro de bateria seguido de riffs dedilhados a preceito e a bateria a bombar sem descanso com ritmo sempre esfusiante. Remete-me a algumas faixas do anterior álbum “The Venomous” e mesmo de algumas de “The Puritan” com a secção de coro em que a música muda de andamento dando quebra musicalmente apenas e que conjuga estupendamente.

As novas adições à banda Francisco Escalona no baixo e Dino Stamoglou na bateria trouxe mais fulgor e energia aos Nightrage. Nas faixas que se seguem “Arm Aim Kill”, “Gemini” e mesmo na última que é instrumental “Lytrosis” o caminho que escolheram seguir e que têm vindo a traçar ao longo destes anos é para continuar. De salientar a continua energia e os guturais prementes ao longo de todas as faixas do álbum. Este já está na minha colecção.

Pontuação: 9,5/10

Por: Paula Pedroso

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.