Aephanemer

Banda: Aephanemer

Título: “Prokopton”

Editora: Independente

Data de Lançamento: 22.Março.2019

Uma das bandas de verdadeiro death metal melódico que tem vindo a ganhar cada vez mais notoriedade.Fundada em 2014 como banda de um só elemento com Martin Hamiche a lançar um trabalho inspirado nas sonoridades das suas bandas preferidas o álbum “KnowThyself”mereceu bastante atenção dos média e chegou às 300.000 visualizações no YouTube, ao que Martin decidiu reunir amigos e formar uma banda com mais elementos juntando Marion Bascoul na voz e Mickaël Bonnevialle na bateria, trazendo e adicionando estilos únicos à banda. Em 2016 surge o álbum de longa duração “Memento Mori” e o single “Path of the Wolf” em 2017. Ano em que se juntou à banda Lucie Hune no baixo. Durante dois anos fizeram espectáculos ao vivo, incluindo o “Wacken Open Air” em 2018 e agora apresentam “Prokopton”.

Oito faixas delirantes com notória progressão da banda a todos os níveis, sendo de salientar a da escrita de letras.

“Prokopton” que dá nome ao álbum tem um arranque veloz e cheio de batidas bateria. “The Sovereign” mantém o ritmo, foi o primeiro single a ser lançado em todas as plataformas digitais.“Dissonance Within” tem notórias influências de sonoridades clássicas e folclóricas, não se distanciando do puro death metal melódico.

“Snow blind” inicia lento mas depressa o grito de Marion lembra-nos a fibra desta banda com um marcado som melódico e nem sempre com guturais, tendo também voz limpa. “Ateternity’s Gate” tem sonoridade marcadamente folclórica é a única faixa instrumental, mesmo assim muito cativante. “Backagain fala-nos de quem procura ser algo e mesmo apesar dos esforços e dos remoinhos da vida não se consegue ser logo o que se pretende. “Bloodline” continua o registo melódico e a última faixa “If I Should Die” apresenta-nos uma fantástica prestação vocal de Marion e em que musicalmente se denota as raízes melódicas da banda do folclore eslavo.

Este é um excelente álbum, até porque Aephanemer é uma das melhores bandas de death metal melódico e não nos trazem um qualquer álbum até porque a combinação de música, letra mostra-nos que esta banda não se resigna à conformidade. Um álbum a não perder!

Pontuação: 9/10

Por: Paula Pedroso

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.