Fatum Aeternum

Entrevista Fatum Aeternum
Por: Miguel Ribeiro


Hintf: Obrigado por responderem a esta entrevista! Quais foram as vossas expectativas quando tudo começou?

Quando os Fatum Aeternum começaram em 2006, não havia expectativas, para ser honesto. Eu (Steve) acabado de terminar com minha banda anterior, onde me sentia muito infeliz, então a ideia de uma nova jornada musical era simplesmente uma nova vida – a oportunidade de fazer música como eu queria e me divertir.
Quanto a mim (Evelyn), os Fatum Aeternum começam em 2010 e fiquei impressionado com a beleza das músicas, então sou muito grato pela oportunidade. As expectativas eram principalmente criar algo bonito e reconfortante para o mundo, algo que pudesse sobreviver mesmo quando já tivéssemos ido.

Hintf: Fatum Aeternum, o que significa?

Fatum Aeternum é Eternal Fate em latim, já que o principal objectivo da banda era criar música gótica e ela permaneceu relevante mesmo quando estávamos experimentando outros estilos. Então o nome foi escolhido para que as pessoas possam descobrir qual música nós tocamos apenas pelo nome. Nem sempre funciona assim (porque as pessoas às vezes acham que estamos a tocar algum tipo de black metal), mas o nome já está tão entranhado  nas nossas vidas, então é basicamente parte de nós que nunca poderíamos apagar ou mudar.

Hintf: Quais são as principais diferenças de agora para quando vocês começaram?

Quando começamos, estávamos a tocar rock medieval / renascentista com elementos de metal. Estávamos a usar botas de plataforma (basicamente góticas) e roupas de estilo vitoriano e não tínhamos maquilhagem. Além do conjunto padrão de baixo-bateria-guitarra, nós tínhamos 2 violinos, viola e flauta. Tocamos nossas próprias músicas e muitas que eram conhecidas como renascimento, da mesma forma que In Extremo e Corvus Corax. Actualmente somos actores e a nossa música é maioritariamente baseada em solos de grooves e violinos (um pouco mais folgados, mas muito mais variados) e uma combinação de vocais masculinos e femininos – provavelmente o único elemento que permaneceu inalterado.

Hintf: O que influencia a vossa música e as letras?

A resposta curta é: a própria vida. Se elaborar – são as experiências que tivemos (musical, mas não só), os livros e a poesia que lemos e as lutas pessoais que sofremos. No passado nós tínhamos influências bem definidas e claras (como Type O Negative), mas agora estamos interessados ​​em mais músicas orientadas para a fusão que não são tão fáceis de serem ouvidas, mas adoramos juntar alguns elementos para construir nossa próprio conjunto de idéias musicais.

Hintf: Por favor, definam a vossa música em apenas uma palavra …

Camadas.

Hintf: “Mass Suicide of Human Race”, podem-nos contar um pouco mais sobre o album,como acham que os fãs e os media irão recebê-lo?

“Mass Suicide of Human Race” é uma espécie de conto, cada musica apresenta um aspecto do mundo que vemos hoje. a primeira é uma introdução (a música-título) que mostra o caminho destrutivo em que estamos, a segunda é uma composição instrumental – “Divide et Impera”, uma técnica clássica para governar as massas, que é mais relevante hoje do que nós pensamos. As musicas 3-4 são bastante auto-explicativas (poluição e guerra) e levam-nos até à última estação – o “cemitério” (musica 5). Mas desde que há sempre e brilho de esperança – a última é “A manhã seguinte”, afirmando que “há um fim para todas as noites”.
Nós não tínhamos certeza (como qualquer músico, provavelmente) de como as pessoas iriam  aceitar, mas temos um retorno surpreendentemente positivo em Israel, então esperamos que as pessoas em Portugal também achem interessante.

Hintf: Como é ter uma banda como a vossa em Haifa, Israel?

O nosso país é tolerante e aceitável para qualquer tipo de música, mas a multidão é pequena e há muitos grandes artistas, então é praticamente difícil viver de algo considerado underground, então a maioria dos músicos da nossa espécie está a trabalhar em alta tecnologia ou prestação de serviços musicais noutras áreas.

Hintf: Quais são os vossos planos para o futuro?

Estamos a trabalhar na criação de novas músicas e nosso objetivo é torná-las mais musicalmente e liricamente evoluídas.

Hintf: Imaginem que pudessem escolher ser um super herói, quem seria, porquê?

Nós dois concordamos que seria Batman (Evelyn: eu era um fã da série dos anos 90, até tinha uma figura de acção).

Hintf: O que sabem sobre Portugal?

Que é na costa do oceano e que a sua capital é Lisboa, que fala a mesma língua que o Brasil e que o último festival da eurovisão foi em Portugal(e no próximo ano é no nosso :))

Hintf: Gostariam de deixar algumas palavras para nossos leitores e os vossos fãs?

A vida é uma coisa preciosa, usem-na com sabedoria.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.