Okkultist

Entrevista Okkultist

Por: Miguel Ribeiro

Hintf: Falem-nos um pouco do historial da banda, e sobre o vosso percurso até á formação dos Okkultist, como tudo começou…

Os Okkultist começaram comigo (Bea) e o Leander num final de tarde em que começamos a discutir ideias e conceitos musicais, que nos levou a querer avançar com um novo projecto que juntasse tudo o que tínhamos em mente. Daí falámos imediatamente com o Moisés, que tinha (e tem) uma visão muito próxima da nossa,como muitos dos gosto em comum, e começámos imediatamente a compor. Uma coisa veio atrás da outra, and here we are today.

Hintf: Podem explicar-nos o que significa o vosso nome?Porque o escolheram? 

O nosso nome não tem necessariamente um significado. It’s evil. It’s hellish.Escolhemos Okkultist porque assim o quisemos, porque metal é ballsy, porque podemos dizer o que quisermos, e fazer o que quisermos. Assim como as nossas letras tanto falam de como a sociedade bem pode ir com o caralho, como também falamos de hails and praises to Satan.

Hintf: Como tem sido a progressão a nível de visão/destaque para o vosso projecto?

Nós gostamos de ser ambiciosos, but not too much. Gostamos de definir objectivos e lutar para que aconteçam, e que aconteçam da forma certa. Mas concentramo-nos no presente, e no que está a acontecer agora – isso é o mais importante. Trabalhamos muito e damos muito valor ao esforço de cada um em todas as circunstancias – then come what may!

Hintf: Muitas mudanças de formação na banda?

Tivemos algumas mudanças, mas todos os membros que passaram tiveram a sua forte importância e nunca nos esquecemos disso. Mas podemos também dizer que, mesmo assim, estamos mais fortes que nunca!

Hintf: Como vêem o actual panorama musical? 

Vemos a cena a crescer. Com o seu ritmo, mas as coisas vão evoluindo, e o pessoal vai prestando mais atenção a certas coisas que talvez não fossem tão sugestivas como anteriormente. Sentimos também que existe uma maior apreciação pelo esforço enquanto músicos. É bom sentirmos que a nossa própria evolução (individual ou em grupo) é reconhecida, e cada vez sentimos mais isso uns pelos outros.

Hintf: Como caracterizam o vosso som?

Não existe propriamente uma maneira de nos descrever. Simplesmente é o som de cada um, e as influências de cada um, combinados num sítio só.

Hintf: Como estão a nivel de concertos?

Neste momento não há concertos. Estamos concentrados no álbum e no seu lançamento. Assim que as coisas estiverem prontas para tal podemos finalmente avançar com datas.

Hintf: Quem e o que vos inspira ?

Temos bandas como Morbid Angel, Dismembered, Benediction, Carcass, Death, se é o que queres saber. Mas também aproveitamos cenas vindas de todos os meios sem ser o som. Temos personalidades que nos influenciam. Filmes. Livros. Não nos limitamos apenas a uma coisa.

Hintf: Como estão a nível de trabalhos editados?

Neste momento temos o álbum pronto. Well, também temos o EP, claro. Mas mais recentemente temos o “Reinventing Evil” pronto a sair em 2019.

Hintf: Imaginem,que podiam ser um qualquer animal,que animal seriam?

Bodes, caralho. Fucking bodes.

Hintf: Definam-se numa unica palavra…

Diabólicos.

Hintf: Deixem uma mensagem aos nossos leitores e aos vossos fãs…

Preparem-se para o novo álbum. Nós sentimos uma evolução grande, e a editora também. Estão com grandes expectativas, e nós também claro. Estamos ansiosos para lançar o novo som, e mal podemos esperar para ouvir a reacção de todos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.