Arsonists of Lucifer

Banda: Arsonists of Lucifer

Título: “Total Destruction”

Editora: Death Propaganda Records/Mortem Circulo.

Data de Lançamento: 31.Outubro.2018

Trio da Suécia que nos traz este EP em formato digital de apresentação, lançado no final do mês de Outubro de estilo notoriamenteBlack metal, caracterizado por andamentos rápidos, vocais rasgados e guturais. As guitarras têm alto som distorcido, alguns blast beats de bateria acompanham esta estrutura sonora não muito convencional e muito elitista.

Temos sete musicas com abertura de “Openingthe Gates (Ovhell)” muito apropriado com a devida recepção, contudo sem qualquer intervenção instrumental propriamente dita.

Segue-se “Manhunt” com sonoridade inicial de guitarras distorcidas e a voz rasgada de Slaktaren numa música com compasso rápido, demolidor e com letra algo imperativa, como se ditassem ordens para matar ou não seja o título sugestivo a isso. Já na década de 90 alguns membros deste estilo de música foram tidos como responsáveis por incêndios a igrejas e mesmo a alguns assassinatos, isto porque houve quem defende-se a existência de neonazismo dentro do Black Metal, a maioria dos músicos rejeita esta teoria no entanto este estilo é direcionado a um grupo restrito de ouvintes e empenha-se em continuar inacessível à maioria dos ouvidos dos ditos mainstream.

“Total Destruction”foca no assunto da humanidade e no que espalhamos pelo mundo, a solução apresentada não é a mais convencional por certo. Novamente a sonoridade centra-se nas batidas rápidas de bateria, voz rasgada e gritos arrastados e nesta o som dos pratos faz compasso e tem uma interessante intervenção de guitarra.

“The unholy Crusade”tem abertura centrada na guitarra com batida lenta de bateria no início, retornando ao mesmo timbre com gutural potente assim como com letra dentro deste estilo. “Genocide” tem sete minutos e dezassete segundos com letra cheia de odio pela humanidade pois somos máquinas de morte, estamos sempre prontos para matar e odiar. Tem um excelente som de guitarra a marcar algum groove e ritmo.“TheTerminationoftheVoid” é indicativo dos minutos finais, envia mensagem à humanidade numa voz cheia de ódio e fúria, no mesmo registo do início.

Para surpresa e na despedida temos “Fuckoff, wemurder” numa cover de GG Allin, (Kevin Michael Jackson Allin) musico e vocalista Norte-americano de diversas bandas de punk rock,famoso por seu comportamento provocativo e desafiante em palco,assim como por ter álbuns mal concebidos e produzidos. Veio a falecer por overdose com 36 anos de idade, não deixando de ter devido sucesso póstumo. Esta cover tem apontamentos punk com pitadas de Black metal no tom de voz empregue e no som instrumental.

Temos todos os ingredientes de Black metal aqui presentes, desde guitarrasrápidas e com som distorcido, letras anti humanidade, grande capacidade vocal com guturais bem rasgados e dentro deste estilo. Se é fã deste tipo de música e procura por algo novo e recente ouça Arsonistsof Lucifer não é de certeza mainstream nem são para todos os ouvidos.

Pontuação: 07/10

Por: Paula Pedroso

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*