Sick of it all

Banda: Sick of it all

Título: “Wake the sleeping Dragon”

Editora: Century Media Records

Data de Lançamento: 02.Novembro.2018

Com trinta e quatro anos no activo trazem-nos novo álbum com 17 temas no verdadeiro e genuíno estilo de hardcore de Nova Iorque.Poucas são as bandas dentro do género que prevalecem tantos anos e com o nível tão elevado.

Sempre rebeldes e declarando a sua raiva desde álbuns como “Blood, Sweat and No Tears” de 1989, “Scratch the Surface” de 1994 e “Last Act of Defiance” em 2014 podemos dizer que o sinonimo de hardcore é mesmo Sick of it all.

“Inner Vision” começa com um som brutal e monstruoso, raras são as bandas que nos conseguem dar em tão curto espaço de tempo um som tão potente. As três faixas seguintes são mais do mesmo, absoluto caos e dominação.

“To the wolves” mostra-nos a diferença entre estes veteranos e os que ainda tentam singrar neste estilo de música. O verdadeiro hardcore não é para meninos, há que manter a paixão e acreditar naquilo que se faz, seja na música ou noutra área.

Muitas das letras focam temas actuais sejam políticos ou da sociedade em geral, uns levados com mais leveza que outros, mas sempre a ritmo alucinante, aqui a música é um pouco posta de lado, não deixando de ter a importância devida, “Beef Between Vegans” que foca o abuso aos animais, a bateria e o baixo notoriamente importantes em “Deep State” que foca os mass-média ou “Bad Hombres” que só pelo titulo já indica do que se trata e mais sendo uma banda Americana, não deixamos de relacionar com Donald Trump.

“Work the system” e “The new Slavery” as duas ultimas faixas em que referem a luta diária de pôr comida na mesa em que os ricos ficam mais ricos ou em que os novos escravos somos todos nós. Não deixamos de ser controlados pelas aplicações de telemóvel, governo e outras tantas instituições.

Ao fim de 32 anos e 11 álbuns a raiva e rebeldia continuam presentes e neste “Wakethe sleeping dragon” continuam a ter a intensidade tão característica da banda. Nunca desiludem!

Pontuação: 09/10

Por: Paula Pedroso

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.