Kantica

Entrevista Kantica

Por: Paula Antunes

Hintf: Antes, agradecemos o vosso tempo para com esta entrevista! E por favor comecem por apresentar a banda e o seu percurso até aos dias de hoje, para quem só agora conheceu o vosso trabalho?

Vevo: Os Kantica ficaram completos com a entrada do Andy e da Chiara para o lineup, após uma difícil busca que levou ainda algum tempo até ver o seu final. Então começamos a gravar o nosso primeiro longa duração no BlackWave Studio com o Fabio Palombi, em Génova, e quando acabamos o nosso trabalho, fizemos a última alteração ao nosso lineup, com a entrada de Titti para a bateria. Agora estamos a promover o nosso álbum de estreia com paixão e energia concerto após concerto.

Hintf: Vocês são ainda uma banda muito jovem, renascidos da anterior designação de Guardians of Time (2012) e mais recentemente, Keepers of Time (2014). Passaram por várias alterações na formação e finalmente Kantica é uma formação estável de seis elementos! Então, quão difícil tem sido resistir a este processo e manter a vossa paixão pela música?

Vevo: Tudo começou há quase 6 anos atrás, quando eu estava a tocar numa banda de rock/pop e onde não tocava o meu tipo de música, mas era uma das minhas primeiras experiências, por isso estava tudo bem. Mas um dia decidi deixar a banda e começar a viagem de forma a criar a banda que representasse o meu estilo e preferências. Então os Guardians of Time nasceram, com muitos amigos meus e do Enry, o nosso atual teclista em Kantica. Quer com os Guardians of Time ou os Keepers of Time, mantivemo-nos mais no heavy/power metal, que começou a ser mais sinfónico na segunda parte da história dos Keepers of Time, mesmo quando passámos para os vocais femininos. O pior período foi entre os Keepers of Time e Kantica, onde o Enry e eu tivemos que trocar muitas vezes de elementos por variadas razões; nessa altura estivemos mesmo prestes a abandonar o projeto. Mas com a entrada do Andy ambos encontrámos um excelente guitarrista e um enorme amigo e trabalhador, por isso desde esse dia o nosso projeto renasceu sob o nome de Kantica.

Hintf: Provenientes de Itália, e a tocar no género sinfónico/power metal, que pontos marcantes têm os Kantica para melhor se distinguirem de bandas similares do vosso país natal?

Vevo: Não é fácil dizer o que temos e o que outras bandas italianas não têm, mas eu posso dizer que estamos a tentar misturar muitas influências diferentes, desde o metal sinfónico padrão ao power metal europeu e o sinfónico/power metal japonês, de maneira a criar a sonoridade de Kantica.

HIntf: O que significa Kantica? E quais são as vossas influências e principais fontes de inspiração?

Vevo: Kantica é um nome elegante e é o termo que era utilizado para designar as partes líricas nas tragédias. Então esta palavra antiga combina perfeitamente com a sonoridade moderna e estilo que tentamos trazer à nossa música e concertos, enquanto tentamos deixar que estes temas antigos renasçam para a vida e sons modernos. Com isto dito, as nossas maiores inspirações vêm de bandas como Epica, Versailles, Nightwish, Matenrou Opera, Avantasia e Kamelot.

Hintf: O vosso primeiro disco já saiu, o álbum de estreia “Reborn In Aesthetics”; lançado pela editora Revalve Records neste passado mês de Fevereiro. Quão bem tem sido recebido seja pelos vossos fãs e seguidores e pela Imprensa geral?

Vevo: Sim, estamos muito orgulhosos com os resultados e satisfeitos com as reações das pessoas, seja durante os nossos concertos ou nas redes sociais onde vamos recebendo muitas mensagens relativamente ao disco. Recebemos muitas críticas positivas de magazines importantes tais como a Rock Hard, e estamos contentes com isso.

Hintf: Falem um pouco mais de “Reborn In Aesthetics”, a sua ideia conceptual, do que nos fala o disco?

Vevo: Neste álbum queríamos falar de misticismo, afirmação própria, separação da divindade e ascensão do verdadeiro ser humano. O renascer do esteticismo é a solução para a liberdade interior e com a beleza da música e a arte em geral, podes encontrar a própria felicidade e liberdade.

Hintf: Planos e objetivos para o futuro próximo de Kantica? Como está a vossa agenda de concertos para 2018?

Vevo: Estamos a agenda alguns concertos futures com a nossa editora Revalve Records e a nossa agência de booking Scream It Agency, de maneira a divulgar a nossa música por muitos sítios. Estamos a organizar alguns concertos mas não os podemos revelar até estarem confirmados. Entretanto, estamos a trabalhar em novas canções que provavelmente irão estar no novo álbum.

Hintf: Por último mas não menos importante, deixem uma mensagem aos nossos leitores e vossos apoiantes!

Vevo: Queremos dizer obrigado a todos os fãs que nos apoiam e dizemos-lhes para se manterem atentos porque vamos anunciar muitas novidades estes meses! Queremos enviar um agradecimento especial aos leitores da Hintf Webzine e obrigado por esta entrevista!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*