End of Skyline

Entrevista End of Skyline

Por: Lígia Ferreira

Hintf: Obrigada por esta entrevista, é um prazer falar convosco. Como o projecto ganhou vida?

Obrigada Lígia, aqui Milly, obrigada pelas amáveis ​​palavras. E muito obrigada por nos darem voz. Começamos a nossa jornada no final de 2013 na área de Bari (sul da Itália). Alguns de nós eram amigos de muito tempo e outros não se conheciam ainda . Todos os membros são provenientes de experiências de bandas anteriores e tinham o desejo de fundir as suas idéias para criar uma música metálica moderna e groove. A nossa música inclui muitas influências de Metalcore, Djent e Progressive e a adição de vozes limpas femininas leva a um som intenso, complexo e moderno. No verão de 2014, fizemos o nosso primeiro Ep chamado EOS que inclui 3 músicas (Protection, Reproach e Alone, todas disponíveis em streaming no Youtube) e, a partir de então, nos tornamos uma família.

Hintf: Vocês lançaram recentemente um novo videoclipe para a música “Colors”, como foi a experiência?

Estamos orgulhosos de Colors, não foi fácil dar esse impacto e sentimentos a essa música, especialmente no que me toca, porque fala dos temas delicados do ser humano como se vê no video . A diretora Manuela Nicoletti e Alessandro (nosso baterista) dos Blu Artic Studios foram incríveis a criar esses sentimentos com as imagens. Recebemos uma boa resposta nas redes sociais e no BlankTv, mais do que Protection (nosso primeiro videoclip). Uma banda é como um filho que cresce e  dá alegria e satisfação. Tens que ser humilde e  melhorar cada vez mais. Mesmo quando terminas uma música e pensas que fizeste um bom trabalho no dia seguinte, percebes que não e  precisas de continuar o processo de composição. Foi o que aconteceu com Colors … Foi uma longa jornada!

Hintf: Vocês têm alguma história engraçada / interessante do making of para contar?

Sim, escrevi o roteiro e supervisionei os meus colegas, e, claro, não sabiam exatamente o que poderia ser o resultado final. Estou bastante apegada à figura dos sem-abrigo pelo que ela representa (a pobreza e o medo de não ser suficiente), e nosso baixista Danilo fez isso. Adorei a sua interpretação, mas no momento da gravação a rua estava cheia de pessoas curiosas, ele estava envergonhado e vestido com a roupa de pesca do meu pai (muito grande para ele, é claro), e vocês sabem … Porque nós o amamos, gozamos com ele por um mês!

Hintf: “Colors” faz parte do  próximo álbum “D-Grade”, o que  podem revelar por enquanto? O que podemos esperar do álbum?

D-Grade ainda não foi lançado e representa uma evolução significativa do nosso estilo de som e composição. Focamos o impacto emocional da música. Vocês ouvirão um estilo de riffing mais pesado com ritmos impactantes, e com melancólicas melodias e arranjos orquestrais, esperamos roubar o vosso coração!

Hintf: Porque escolheram o nome End of Skyline?

Toda a gente que tem uma banda sabe que o nome é provavelmente o pior caso para enfrentar! No começo, tivemos algumas músicas, mas ainda não tinhamos o nome certo! Chegou com um pouco de sorte graças ao nosso fundador Peppe. Eu realmente gosto deste nome, acho que é poético e forte ao mesmo tempo, ouves e  não sabes o que esperar da nossa música. Esta é, claro, a minha opinião, espero que seja o mesmo para vocês!

Hintf: A vossa música tem muitas influências progressivas, onde vocês se inspiram quando compõem?

É engraçado porque todos nós ouvimos música diferente . Cada um de nós tocou em outras bandas antes de End Of Skyline nascer. Cada um de nós tem um gênero favorito, é claro, completamente diferente um do outro. Esta é a razão pela qual, em D-Grade, especialmente, vocês podem ouvir na mesma música um polyrhythm de tambor do Alessandro que adora Periphery, uma voz melancólica  minha que  amo Tesseract e uma inesperada orquestra final criada por Francesco que faz temas originais com outros instrumentos não apenas com a guitarra. Nós somos uma “sopa” do que adoramos ouvir e o que poderíamos ser!

Hintf: Como é a vida em Bari (Itália)?

Bari é uma Cidade bonita e eu  gosto disso.Temos uma roda gigante à beira-mar e é uma alegria pura para a vista. Eu viajei muito no último ano e honestamente eu vi o que poderíamos ter com um pouco de compromisso e fundos. Poderíamos ter as principais ruas comerciais cheias de flores e árvores como a Espanha. Poderíamos ter quilômetros de litoral dedicados à praia de areia para os turistas (e para nós) e muito espaço para os surfistas como a Califórnia. Poderíamos ter um transporte público eficiente,  especialmente para os turistas. Às vezes, temos o ouro nas nossas mãos e  desperdiçamos com o compromisso mínimo. Por sinal, não é um bom período para a Itália, e mesmo que vivamos nesta bela cidade, muitos de nós têm que a deixar para a procura de um emprego.

Hintf: O que  acham da cena do metal na Itália?

Muitos de nós estão a tocar hoje por causa disso! Eu estava a conversar com Olly, um amigo russo e um cantor de uma banda há alguns dias, e ela me fez a mesma pergunta. Temos uma grande cena de metal na nossa cidade, mais do que outras nas proximidades. Houve um longo período há 10 anos, quando todas as quintas-feiras todos os metaleiros se encontravam no mesmo lugar para um show, e foi lá que as amizades e muitas bandas nasceram. Hoje é um pouco menos, não temos o grande  Total Metal Festival, mas alguns dos jovens desde há 10 anos trabalham duro para actualmente nos darem um evento quase todas as semanas. Também temos muitas bandas boas, algumas delas tocam ao redor do mundo e estão- se a tornar um orgulho italiano.

Estou muito ressentida  que pessoas como nós do sul da Itália, precisem de viajar muito para Milão ou Bolonha apenas para ver a nossa banda favorita (e é muito cara) quando temos aqui locais como o Clube Demodè que poderia receber grandes bandas e fãs como um local em Milão . Neste ponto, eu poderia vincular essa questão à anterior.

Hintf: Vocês têm algum espectáculo ao vivo planeado para os próximos meses?

Sim, estamos a planear alguns na nossa área. Voltamos recentemente À sala de ensaio após o intervalo no estúdio para a gravação de D-Grade. Estamos ansiosos por voltar ao palco com o novo material.

Hintf: Talvez possamos vê-los em Portugal em breve?

Seria uma honra para nós! Estamos a planear uma tour, claro, de apoio a D-Grade e para conhecer alguns fãs . Pessoalmente, eu quero visitar Portugal  há muito tempo, também porque é um lugar mágico para a música heavy metal. Vocês têm os Moonspell que são uma instituição do metal, e muitas das minhas bandas favoritas sempre visitam o País em  tour! Por sinal, espero   um vôo direto daqui para visitar- vos com mais frequência!

Hintf: Vocês querem deixar uma mensagem para os nossos leitores?

Muito obrigada pelo vosso apoio, é muito importante para nós. Esperamos aproveitar o vosso país e hospitalidade em breve. Enquanto isso, ouçam o nosso último trabalho “EOS” e “Colors”. Vamos lançar outro video de uma música muito especial para nós e estamos ansiosos para partilha-lho com todos vocês! Para  D-Grade, fiquem atentos e sigam-nos nas redes sociais para se manterem atualizados. Obrigada pela entrevista, espero que tenham gostado!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*