Kantica

Banda: Kantica

Titulo: “Reborn In Aesthetics”

Editora: Revalve Records

Data de Lançamento: 02.Fevereiro.2018

“Reborn In Aesthetics” é o título escolhido para apresentar a estreia nas edições discográficas do coletivo italiano Kantica.

É um título que faz justiça a esta renovada formação que agora conta com o alinhamento de seis elementos e que após algumas naturais mudanças de lineup e também de designação, renascem em meados de 2016 e revestidos também de uma nova abordagem estética, passando maioritariamente pela opção de vocais masculinos para femininos e seguindo a sua primeira direção musical na vertente Power metal com a atual conjugação da variante sinfónica.

“Reborn In Aesthetics” surge editado pela também conceituada editora italiana Revalve Records, e datado do passado dia 02 de Fevereiro apresenta-se num set composto de 11 temas de muito fácil audição, com uma composição lírica e instrumental bem trabalhadas e com uma execução orquestral invejável para esta primeira investida sonora.

Os 49 minutos de “Reborn In Aesthetics” correm fluídos, rápidos e os temas que rondam na sua maioria a duração de 4.30/5 minutos têm tudo menos de desgastantes. Os floreados dos riffs de guitarra surgem em crescendos e com solos pontuais que conseguem à custa da sua leveza destacar os restantes instrumentos, numa saudável fusão de melodias de cariz mais folk, sempre bem acompanhados da doce e cristalina voz de Chiara Manese.

Em temas como ‘From Decay To Ascension’ ou ‘Hellborn Lust’, além da velocidade de execução dos ritmos que não são suficientes para aflorar um Speed metal, temos ainda a escolha de samples audazes, extraídos de uns teclados que concentram bem em si a substituição de elementos de orquestra. Da bateria complacente e ritmada surgem as alternâncias que marca o ritmo de todo este disco.

Num todo é uma estreia auspiciosa para os italianos Kantica que prometem dar um bom espetáculo nas suas atuações ao vivo ao avaliar por esta energia concentrada nesta bolacha.

Pontuação:  7,6/10

Por: Paula Antunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*