Therion

Banda: Therion

Titulo: “Beloved Antichrist”

Editora: Nuclear Blast

Data de Lançamento: 09.Fevereiro.2018

Dos suecos Therion formados em idos de 1988 e inicialmente apresentando-se como praticantes de Death metal, muito haverá e ficará por ora por dizer, mas convém relembrar que falamos de um coletivo que detém uma considerável discografia, que persegue e cunha a versatilidade das suas composições e que se atreve a espraiar-se e explorar outros estilos e vertentes da dita música mais pesada. É assim perfeitamente normal que um seguidor ou fã de Therion não se espante ou surpreenda com a sua mais recente edição discográfica.

Oficialmente lançado no dia 9 de Fevereiro com o selo de qualidade da sua atual editora, a Nuclear Blast Records, o seu há muito trabalhado arrojo musical, intitulado de “Beloved Antichrist”, apresenta-se finalmente a um público cada vez mais exigente e esta obra musical dividida em 3 partes é a súmula de exaustivos 15 anos que a mente do prodigioso Christofer Johnsson explorou, adaptou e moldou na sua visão artística do original trabalho do filósofo russo Vladimir Soloviov, ‘A História do Anticristo’.

“Beloved Anti-Christ” é uma obra de ópera rock/metal, compreendida num conjunto de 3 discos que representam cada um, um dos atos desta história concetual, que num total de 3 horas e meia nos remete a um imaginário épico e atual de constante e perene dualidade de escolhas e valores morais, encapotados sob belas e bondosas personalidades que malevolamente nos desviam do Bem e nos conduzem a outros menores desígnios.

Com todos os elementos musicais e orquestrais que nos temos vindo a habituar na evolução de Therion, não saímos defraudados; se esperamos ouvir riffs mais incisivos ou estocadas de bateria/percussão mais fortes, encontramo-los habilmente diluídos numa composição geral que abrilhanta com os coros de múltiplas vozes e com o alternante dançar de interpretações entre voz tenor (Thomas Vikström) e voz soprano (Lori Lewis).

‘The Crowning of Splendour’ no Disco/Ato I, ‘Night Reborn’, ‘Cursed By the Fallen’ e ‘Astral Sophia’, presentes no Disco/Ato II e ainda ‘Shoot Them Down’ e a enorme ‘Burning the Palace’ do Disco/Ato III são as pérolas ‘Therion’ desta obra hercúlea.

Melhor mesmo que ouvir e desfrutar desta obra musical só podendo ver de que forma se representará esta musicalidade em palco.

Pontuação:  9/10

Por: Paula Antunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*