Dr. Living Dead!

Entrevista Dr. Living Dead!

Por: Paula Antunes

Hintf: Primeiro deixem-me agradecer pelo vosso tempo e pela entrevista!Vamos começar por apresentar a banda,a sua origem e género e um falar um pouco sobre o vosso caminho no meio musical…

DRxRAD: Sem problema! Somos os Dr. Living Dead vindos da Suécia e somos uma banda do tipo thrash/crossover. A banda começou mais ou menos como uma piada e progrediu para algo mais sério à medida que as pessoas se começaram a aperceber do que fazíamos. As nossas 2 demos foram bem divulgadas no underground e isso ajudou-nos imenso no início. Desde aí fizemos 2 álbuns com a High Roller Records e agora estamos no nosso 2º lançamento com a Century Media. 10 anos já passados…

Hintf: Vocês estão no ativo desde 2007 e “Cosmic Conqueror” é o vosso 4º longa duração na vossa discografia. No entanto a criatividade não se perdeu entre discos, por isso que nos podem dizer acerca do vosso processo criativo e de composição dos vossos discos?

DrxRAD: Nós nunca tomamos nada como garantido e depois de cada álbum sempre sentimos uma certa incerteza sobre o passo seguinte a dar, mas sim aqui estamos nós 4 álbuns depois. Loucura. A inspiração vai e vem isso é certo. Houve longos períodos em que basicamente ninguém escrevia e não havia muita criatividade. Mas vamos levando a coisa enquanto tivermos algo para colocar na mesa (aka James Hetfield). Se me perguntares agoira mesmo se vai haver um 5º álbum eu sinceramente não sei dizer, haha. Em tempos reuníamos com mais regularidade para os ensaios e experimentávamos novas ideias mas ultimamente estamos tão espalhados e a vida do dia-a-dia ocupa-nos bastante tempo, pelo que acabamos por contar com a escrita que fazemos em casa e vamo-nos enviando demos e cenas. É diferente mas acho que resulta.

Hintf: Falem-nos um pouco da vossa arte visual e da lírica neste “Cosmic Conqueror”, em que se inspiraram para ele, quem está por trás dos cenários da arte visual, quer para a banda quer para o disco? 

DRxRAD: Eu tive a ideia de querer o Doc como este personagem, o AI. Sempre adorei esse tema nas várias abordagens à ficção científica dos livros, dos filmes e dos jogos. Deriva de variados mas eu estava a ler o ‘Neuromancer’ do William Gibson na altura em que escrevia muitas das letras. Também o programa de TV ‘Black Mirror’ me inspirou. Mas desde que joguei a primeira vez o jogo para computador ‘Deus Ex’, que me veio a ideia do AI a controlar o mundo e isso despoletou a minha imaginação pelo que me pareceu uma cena porreira para incorporar no arsenal do Doc que conhecem. Basicamente, com este quis ir bem fundo no cyberpunk, haha.

Hintf: Falem-nos mais de “Cosmic Conqueror”, a sua ideia conceptual, do que nos fala? 

DRxRAD: Não é de todo um álbum conceptual mas tem alguns temas recorrentes, de certeza. Basicamente o The Doc agora pode controlar a informação que circula e cenas uma vez que está ligado ao ciberespaço. Portanto, algumas das canções falam disso. Mas há outras sintonias como o primeiro par de umas que impõem mais uma atitude e depois tens outras mais pessoais. Foi mais o querer atirar à cara das pessoas este conceito e depois elas poderão fazer a sua própria ideia do que está a acontecer. Tentei criar algumas letras que marcassem esta posição mas não são muito explícitas no que se está a passar ou uma história verídica ou assim. Sempre fizemos canções sobre o Doctor mas estas sempre tiveram uma espécie de estilo descontraído e quis manter isso e ainda assim ser um pouco mais específicas se o quiserem. A faixa título é um pouco diferente uma vez que fala de todas estas doenças alienígenas que o Doc tem com ele depois de ter viajado por buracos negros e de como se te aproximas demais ficas infectado. Isto ocorreu-me depois de pensar como nos conquistadores de antigamente e de como estes conseguiam eliminar populações inteiras da América Latina só por lá terem chegado. O Doc faz a mesma coisa só que agora é do espaço!

Hintf: Como acham que as vossas prévias (e outras ainda ativas) colaborações melhoraram e enalteceram as vossas habilidades musicais de maneira a trazerem algo de novo aos thrashbangers?

DRxRAD: Não sei bem se percebo a pergunta. Nós não temos feito muito em termos de colaboração com esta banda. Apenas tentamos atirar todas as nossas coisas favoritas sobre este estilo de música para o caldeirão e ver o que daí resulta. Tentamos manter-nos algo básicos para que as canções e os ganchos sobressaiam e não se percam. Curtimos cenas mais técnicas também mas algo de especial no atirar cenas à tua cara…

Hintf: Descrevam-se a vós próprios em uma só palavra e escolham um animal para vos representar…

DRxRAD: Ok cá vai disto… Vou fazer o dos outros membros também.

Eu: 1. Preguiçoso 2. Guaxinim

TOXIC: 1.Palhaço 2. Macaco

MANIA: 1. Simpático 2. Tartaruga

SLAM: 1. Cérebro 2. Lontra

Hintf: Planos e objetivos para o futuro próximo de Dr. Living Dead!?

DRxRAD: Temos algumas cenas de festivais a acontecer no verão mas além disso ainda tudo muito incerto por agora. Veremos o que acontece.

Hintf: Quais são as melhores memórias que têm do nosso Portugal?

DRxRAD: Nós só ainda aí estivemos duas vezes mas foi uma experiencia fantástica e todos nos trataram muito bem. 2 francamente bons shows pelo que adorávamos voltar em breve!

Hintf: Deixem uma mensagem aos nossos leitores e vossos seguidores e também aos companheiros músicos que estão a tentar escavar o seu próprio espaço na cena musical!

DRxRAD: Yo obrigado a todos em Portugal que apoia o que vamos fazendo. Obrigado à Mosher Clothing co. Eu não me sinto em posição de dar conselhos a alguém mas se querem mesmo fazer acontecer as coisas certifiquem-se que tocam o que realmente querem e gostam. Mantenham-se verdadeiros à vossa visão e tenham uma vasta variedade de influências e combinem-nas para que a vossa música soe como vocês! Eu acho que é a única maneira de chegar a uma maior audiência.

SEE YA! /TEAMxDEADx

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*