Report Escrito Rotting Christ (Hard Club)

Rotting Christ // Carach Angren // Svart Crown

Hard Club, Porto (09.Fev.2018)

Text By: Ligia Ferreira

Photos By: Paula Martins

𝙎𝙪𝙥𝙥𝙤𝙧𝙩 By: Hintf Webzine

Thanks: Ritos Nocturnos

Esta sexta feira o Hard Club abriu as portas para uma noite mágica: Rotting Christ, Carach Angren e Svart Crown, numa casa cheia.

As portas abriram as 20:30 e o público começou a chegar timidamente, tendo  por volta das 21:00 começado a encher.
Os franceses Svart Crown abriram a noite numa  actuação enérgica,com o público meio apreensivo ao início mas já bem entusiasmado mais para o meio. De notar o carisma e  presença em palco do baixista ,Ludovic Veyssière, incansável.

Já com o público bem aquecido subiram ao palco Carach Angren, levando os fãs ao rubro!Começaram com um instrumental, projectando imagens de espíritos no palco e efeitos de fumo. O vocalista carismático como sempre, vestindo muito bem a sua personagem. Tocaram vários dos seus êxitos,de entre os quais The Carriage, Blood Queen e Pitch Black Box para delírio dos fãs que cantavam todas as letras em coro, imparáveis! Mais para o meio já com a corpse paint a escorrer, Seregor,incansável, não perdia o controlo do palco,  metendo-se com a audiência, fazendo caras e toda a sua actuação dramática.Não desiludiram com a sua inconfundível e excelente actuação teatral e interacção com o público. Memorável!

De seguida subiram ao palco os muito esperados e, sem dúvida momento alto da noite, Rotting Christ para um concerto épico e inesquecível!Abriram com Devadevam, logo nos primeiros segundos incendiando a plateia.
Os Gregos foram incansáveis ,imparáveis, com o som magnífico que lhes é típico ao vivo.A voz de Sakis,excelente , aquecia o ambiente.Sempre a interagir com os fãs (que cantavam as músicas em coro)e tal era a proximidade que se lhes podia tocar! Não havia uma única pessoa quieta na audiência.De destacar a energia do guitarrista, George Emmanuel, parecia possuído,tal era a energia e segurança na performance.Ora cumprimentava o público, ora passava a guitarra por cima da audiência para os fãs lhe poderem tocar! Ninguém conseguiu resistir ao seu som hipnotizante.Tocaram vários dos seus êxitos, de destacar Societas Satana, 666 e Apage Satana, momentos esses que levaram o público à loucura de headbang desenfreado!Sem dúvida uma noite memorável que quem lá esteve nao irá certamente esquecer!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*