Divergent

Banda: Divergent

Titulo: “The Great Solitude”

Editora: Independente

Data de Lançamento: 16.Dezembro.2017

O quinteto italiano Divergent, sediado em Bari, na Itália, fez chegar em Dezembro último aos escaparates internacionais a sua mais recente edição discográfica, intitulada de “The Great Solitude”.

Praticantes de metal alternativo com forte componente Djent e vincada sonoridade ambiental, os Divergent apresentam com este que é o seu 2º disco de originais, um álbum concetual e seguindo a linha musical iniciada com o seu anterior disco de estreia, “The Last Age”. Totalmente produzido e gravado de forma independente nos seus estúdios de nome próprio, este disco que encerra ao longo dos seus 50 minutos de duração, é um excelente exemplo e mostra do estilo Djent para os menos conhecedores desta vertente musical, apresentado de forma muito elegante, com 12 temas muito melódicos e vibrantes.

Em “The Great Solitude” – e se traduzirmos este título à letra, A Grande Solidão, assomamos a uma janela musical aberta e somos presentes ao vislumbre de como esta primeira forma de Arte tem a capacidade intemporal de unir Almas e preencher vazios, relegando a dita solidão a uma consciência inconsciente e que paradoxalmente nos reconforta. Produto de uma formação ainda bastante jovem, há todo um trabalho de meticulosidade na composição deste disco, com tempos certos e encaixe perfeito da vocalização, onde todos os acordes e notas extraídos dos instrumentos fluem, sem sobressaltos, e apesar de pouca variação rítmica, a cadência sonora é eficaz; a linha de baixo grave e reverberativa conjuga-se plenamente com riffs intensos e tecnicamente explorados, sem esquecer a bateria/percussão que assume um papel preponderante na marcação dos compassos.

Além do tema ‘Zeitgeist’, recomenda-se também a escuta mais atenta de ‘Disconnected’, o tema mais dinâmico e de pulsante energia vocal, fazendo estes 2 exemplos uma boa introdução aleatória a este “The Great Solitude” que se impõe ouvir do início ao fim.

Pontuação: 8/10

Por: Paula Antunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*