Deathcrush

Banda: Deathcrush

Titulo: “Hell”

Editora: The Spew Records / Punishment 18 Records

Data de Lançamento: 24.Novembro.2017

Deathcrush, banda italiana de Bessude /Sardenha formada em Janeiro de 2003, que se intitula neste momento no estilo furious death metal, quando se formaram teriam escolhido o old school black/death metal. É formada por Luigi Cara (Growl, Vomit & Bass), Giampiero Serra (Drums) e Andrea Sechi (Guitar) e lançou o seu novo álbum em finais de Novembro de 2017.

“Hell” é um álbum que se centra na dor, no sofrimento, na destruição, na decadência humana, no caos e na morte como bem se rege o death metal. A primeira faixa do álbum “Incest Of The Wretched” leva-nos a um quadro de horror onde o anticristo nasce para espalhar a miséria, a dor e o caos na terra, onde reina a decadência humana. Todo o álbum nos remete e este sentimento de horror e dor através de solos e riffs pesados e da sua descrição na própria letra. Ao continuar a jornada do álbum deparamo-nos com a faixa 5 “Dethroned Arcangels” repleta de emoções bem marcadas pelos riffs e vocal, demonstrando a queda dos arcanjos logo seguida pela faixa 6 “Mors Mori 3002”, onde se eleva um sentimento de dor, desespero e morte. O instrumental mórbido e dorido enquadra-nos num momento mori, expressão latina que significa algo como “lembre-se de que você vai morrer” ou traduzido à letra, “lembre-se da morte”. No contexto da arte cristã europeia, foi a expressão que enfatizou o Céu, o Inferno. A palavra mors vinda do latim, morte, é bem patente nesta faixa sentindo-se a agonia da morte.

A faixa final, “Deny The Crucifix”, é o triunfo do anticristo negando a cruz “deny the holy cross”, o anti-cristianismo que aponta quase sempre para a hipocrisia cristã.

Álbum bem conseguido que nos conta a história do anticristo que reina o caos e espalha o sofrimento a uma humanidade decadente, destronando os símbolos do cristianismo. Isto tudo num álbum que nos consegue transmitir emoções e sentimentos que nos leva a entender quando existe a dor, a agonia, a morte, a ira através da música.

Pontuação: 7/10

Por: Maria João Tavares

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*