Irdorath

Entrevista Irdorath

Por: Lígia Ferreira

Obrigada pela entrevista!Podem fazer um pequena introdução da história da banda para aqueles que ainda não tiveram oportunidade de ouvir a vossa música?

Irdorath / Markus: Muito obrigado pelo pedido de entrevista!

Irdorath é uma banda de black / thrash metal formada no ano de 2005. Além de termos dado muitos concertos ao vivo, especialmente na Áustria, Alemanha e Suíça, lançamos o nosso novo álbum “Denial of Creation” no final de 2017. Mas não andavamos na preguiça antes deste registo, é o nosso 4º até agora (“I Am Risen”, “Dekonstrukteur des Fleisches”, “Götterdämmerung”)

Para aqueles que ainda não nos ouviram, podem encontrar a nossa música e videos em várias plataformas na internet e, claro, podem contactar-nos se quiserem saber mais. Mas para vos darmos uma breve ideia da nossa música ou do que podem esperar: eu diria que nós tocamos o nosso próprio estilo de black / thrash metal de alta qualidade e evoluímos o nosso estilo de registo para registo. Então, se estiverem na onda do metal extremo, experimentem!

Hintf: Quais eram as vossas expectativas quando tudo começou?

Eu acho que foi a maneira clássica de uma banda de rock ou metal começar. Eu e alguns colegas começamos a tocar em 2003 e formamos a banda em 2005 sem muitas expectativas. Começamos lentamente a fazer parte da cena do Metal austríaco e evoluímos durante os 12 anos da nossa história de banda.

Então, a minha expectativa, como último membro fundador, era começar uma banda e tocar a música que eu gosto. Eu não tinha nenhum plano ou uma grande expectativa desnecessária alguns anos depois de fundar Irdorath . Eu sempre quis criar música e tocar em palco e esse desejo se tornou realidade!

Hintf: Porquê o nome Irdorath? O que significa?

Muitas vezes fazem-nos essa pergunta e é bastante fácil de responder!

Nós discutimos muito na época, sobre como encontrar um nome para a banda e pusemos de parte algumas opções como “palavras que soem maléficas em inglês ou alemão” de que nos arrependeríamos mais tarde. Então procuramos um nome de banda num universo de fantasia. A maioria das bandas com a mesma ideia usou O Senhor dos Anéis de Tolkien, então muitos nomes bons já estavam a ser usados. Finalmente encontramos o nome “Irdorath” no universo de fantasia de “Gothic”. É uma ilha onde um dragão não-morto vive e nós pensamos: parece neutro, soa bem, então ficamos com ele!

Hintf: A banda comemora o seu 12º aniversário este ano, e vocês lançaram o vosso 4º álbum “Denial of Creation” há alguns meses. Qual foi a vossa evolução como músicos durante este período?

Boa pergunta. Na minha opinião, todos nós demos muitos passos durante estes anos. Em primeiro lugar, as nossas habilidades com cada instrumento e voz melhoraram. Outra grande evolução foi a composição, e penso e espero que esses dois pontos ainda estejam em processo de evolução e que nunca parem. Caso contrário, começaríamos a repetir-nos ou a copiar-nos a nós mesmos. Penso que se ouvirem os nossos registos desde o início, podem ouvir e sentir a nossa evolução como músicos. Nós nunca tentamos copiar grandes bandas ou seguir tendências, em vez disso, tentamos seguir a nossa própria ideia do que Irdorath deveria ser.

Mas também há a evolução como pessoas e como membros da cena do metal. Aprendemos tanto em 12 anos a fazer música e a tocar ao vivo. Conhece-se muito boa gente (e também pessoas não tão boas), aprende-se a lidar com altos e baixos e o que realmente vale a pena viver e trabalhar.

Hintf: Gostariam de falar sobre alguns dos temas mencionados no álbum?

Continuamos na linha do álbum anterior “I Am Risen” e tentamos dar uma outra visão sobre o mito, o conto de fadas que a bíblia “sagrada” nos conta e que muitas pessoas no mundo ainda seguem. A história de Jesus Cristo não passa de um grande conto de fadas e é tão inacreditável que ainda, nos nossos dias modernos, as pessoas seguem essas instituições e ideias em todo o mundo. (Isso é válido para todas as outras religiões também, mas fomos criados na cultura cristã, é por isso que nos concentramos nisso).

Por um lado gozamos com isso, por outro lado, tentamos falar sobre temas críticos que acompanham a fé e todos os crimes dela decorrentes. Então, podem vê-lo de alguma forma como “anti-religioso” e “crítica à humanidade”.

Hintf: Superou as vossas expectativas?

Sim, estamos muito confiantes no álbum. Foi uma boa ideia mudar de estúdio. O Hertz Studio na Polónia fez um excelente trabalho. E nós também demos às músicas muito tempo para crescerem e acho que podem notar isso se ouvirem com atenção. Então sim, superou as nossas expectativas! (Mas o que vocês acham?)

Hintf: Como tem sido a resposta dos fãs até agora?

Recebemos muito boas críticas e feedback muito positivo de pessoas que nos seguem há muito tempo, mas também de pessoas que entraram em contacto com a nossa música recentemente. As músicas também funcionam muito bem ao vivo e sentimos isso no palco e recebemos esses comentários depois!

Hintf: Podemos esperar espectáculos ao vivo nos próximos meses?

Agora estamos a planear os concertos para este ano, algumas datas já foram marcadas, mas para mais informações, sigam-nos no Facebook, nós mantemo-lo actualizado!

Hintf: Podemos esperar-vos em Portugal num futuro próximo?

Não há nada planeado para Portugal por agora, mas se obtivéssemos ofertas ou a possibilidade de tocar em Portugal, gostariamos muito.

Para isso, mandem-nos um e-mail (irdorath@gmx.at)

Hintf: Gostariam de deixar uma mensagem para os nossos leitores?

Claro!

Se gostam de música pesada, pedal duplo, blasts, groove e melodia, experimentem ouvir-nos! Também gostamos de ler os vossos comentários no Facebook ou no e-mail!

Para mais informações, visitem-nos em: facebook.com/irdorath

Obrigada pelo vosso tempo!

Queremos agradecer pela entrevista, saudações ​​da Áustria!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*