Bucovina

Entrevista Bucovina

Por: Miguel Ribeiro

-Hintf: Muito obrigado desde já por esta entrevista. Gostava que nos explicassem como surgiu o gosto pela música.

Do que posso relembrar, a primeira impressão marcante que expermentei, foi quando escutei a música Tom Sawyer da banda Rush que era da banda sonora da serie Macgiver em 1990 e alguma coisa (risos), era muito pequeno por volta dos 8 – 9 anos. Depois voltou à tona mais intensamente em 1994-95 com o álbum Chaos A.D da Sepultura (porém já estava mergulhado nos estilos Hard Rock dos Guns´n´roses e Hard\heavy metal da Viper, Power prog de Angra, Prog de Dream Theater etc…) e depois a paixão começou a se enraizar mais profundamente, porém apenas em 1997 se me lembro bem comecei a interessar –me por teoria musical e por praticar o contra-baixo fazia aulas particulares, e com amigos após frequentar as aulas de musculação, na qual me desinteressei completamente, e iniciei as praticas com amigos e tentativas de formação de bandas.

-Hintf: Em que ano nascem os Bucovina, como aconteceu?

Bucovina como banda efectiva apresentou-se pela primeira vez em Outubro de 2000 (Eu não era membro, pois ainda morava no Brasil), porém Florin Țibu, fundador, já estava a preparar músicas para a futura banda desde 1996. Com anos de conversas, após a minha entrada na banda em 2012, posso afirmar que Bucovina emergeu impulsionada pela paixão musical dos pilares desta Florin Țibu, Mihu Bogdan e Bogdan Luparu.

-Hintf: Quem são os Bucovina e de onde vêm?? Apresentem-se…

Florin Țibu – Suceava (RO), compositor, guitarrista e vocalista.

Bogdan Luparu – Suceava (RO), compositor,guitarra-lead e vocalista

Mihu Bodgan – Iasi (RO), Baterista e secretário (risos)

Jorge A. Coan – São Paulo (BR), baixista (segundo baixista Brasileiro por coincidência risos)

-Hintf: Como funciona o vosso processo criativo?

Caótico produtivo, compartilhar partes, letras e ritmos. As vezes é um processo lento e por vezes a catarsis lidera.

-Hintf: Quais são as vossas principais influências,quem vos inspira?

É um tópico complicado de discutir, pois influências são muitas, assim como peculiaridades da banda. Creio que no decorrer da composição as influências aparecem de modo subtil, não nos baseamos em formulas ou clichés à priori pensados para compormos.

Claramente se ouve e podemos discernir que Bucovina soa 33.3% Folk Metal (Letras trovadoristas e relacionadas com a paisagem Romena), 33.3% Heavy Metal e 33.3% Black old school Metal.

-Hintf: Como se definem ao vivo?

Bucovina é uma banda que ”ao vivo”, nos ensaios e no Estúdio, tudo o que fazemos, fazemos para Concertos ao vivo, ou seja, somos 4 metalheads e temos que soar ao vivo como no álbum, porém não com a pretensão de sermos perfeitos executadores do álbum (para soar como um CD), mas apropriar do que podemos executar ao vivo do que foi feito em estúdio possível de tocar ao vivo igual, se é que me fiz entender. Em outros termos,Bucovina é uma banda de de concertos, feita para concertos e não adicionamos nenhum elemento no álbum no qual não podemos tocar ao vivo. Tem muitas bandas nas quais no Estúdio adicionam muitos elementos musicais meticulosos, porém não podem trazer à tona ao vivo, então o fã escuta e assiste e sai com uma duvida na mente: Porque que não soou como eu esperava?

Então preferimos fazer o que pensamos ser possível executar ao vivo e se alguma coisa, feita ou elemento vier a mais, é mais e o fã sai do concerto impressionado, pois fica apensar:

Oh! Alguma coisa foi inesperada, não sei dizer, porém foi FODA!.

-Hintf: Para quando um trabalho vosso?

Próximo álbum e previsto para este ano, no início do Outono.

-Hintf: Como vêem o actual panorama musical na Roménia?Especialmente em Iasi…

Panorama musical se se referiu ao Cenário do Metal Romeno, digo que estamos numa situação complicada, na minha opinião quando um estilo musical começa a pender a balança para um lado mais separatista e elitista, considero que se inicia uma certa decadência e não discernimento dos pilares deste. E sim, infelizmente ou felizmente, o estilo musical Metal tem um viés Politico enraizado em suas entranhas, seria um sonho se vivermos da musica e mais precisamente do Metal num nível mais estético (ideal) do que político (o que se apresenta). Porém, não sei se essa decadência tem base unilateral ou com mais influencias, mas sei que alguma coisa está a cheirar mal.

-Hintf: Quais os vossos maiores sonhos?

Continuarmos a manter-nos com paixão o que fazemos.

-Hintf: Planos para o futuro…

Muitos e se colocar aqui começarei a ficar ansioso e tropeço nos meus próprios pés (risos), porém se realizarmos o álbum este ano com uma pequena tour Europeia e em 2019 entrarmos com uma tour completa na América do Sul começa a ficar interessante.

-Hintf: Por fim, deixem uma palavra a quem vos ouve e segue…

Passamos por momentos difíceis, não sei se podemos manter algo sólido ou se existe algo sólido, porém se o que nos move vier por meio da paixão com a qual fazemos, KEEP TRUE TO YOURSELF.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*