My Silent Wake

Banda: My Silent Wake

Titulo: ‘There Was Death’

Editora: Minotauro Records / Stone Groove Records

Data de Lançamento: 16.Fevereiro.2018

‘There Was Death’ é o disco vindouro do quinteto inglês formado em meados de 2005, os My Silent Wake.

16 de Fevereiro do corrente é a data prevista para o lançamento oficial deste que será o 10º álbum de originais para este coletivo praticante de Death/Doom/Gothic metal, e a ser editado em co parceria pelas editoras Minotauro Records e Stone Groove Records.

Não sendo propriamente novatos nestas andanças de sonoridades mais pesadas, os My Silent Wake fazem da sua actual discografia um excelente cartão-de-visita a quem desconhecia o seu trabalho, com uma fluidez de lançamentos que roça o um por ano.

Com tamanha produtividade e num género musical onde por vezes se sente um pouco da falta de alguma frescura, o álbum ‘There Was Death’ vem deitar por terra um pouco desta possível tendência; pleno de dinamismo musical com acentuadas variantes rítmicas que oscilam entre o Doom de pares como My Dying Bride ou o Gothic Death metal dos inícios dos alemães Crematory, esta colecção de 9 temas vinga pela coesão instrumental coadjuvada por uma excelente vocalização limpa e grave que adensa ainda mais a intensa melodia proposta em todo o disco.

‘There Was Death’ tem ainda como factor abonatório a sábia arquitetura no alinhamento do set escolhido, intercalando os temas com a sua variável duração não os deixando sofrer de monotonia e propondo uma excelente hora de deleite musical, com folga para se apreciar devidamente as perceptíveis letras, também estas intensas e profundas.

Rasgam-se elogios ao uso dos teclados e samplers que meticulosamente construídos exponenciam a ambiência soturna e sonhadora, suportados também pelo coro feminino presente em ‘Ghosts of Parlos Lives’

‘Walls Within Walls’ é a pérola escondida deste disco. Neste ressalta todo o trabalho do duo de base de praticamente toda a banda, bateria e baixo, um incitamento ao aumento de adrenalina e confessa a escriba que dentro do estilo doom já não ouvia algo assim desde s tempos de criação de ‘A Dying Wish’ dos Anathema…

Um disco para se ter na cdteca e uma banda a reter.

Pontuação: 8,9/10

Por: Paula Antunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*