Summoning

Entrevista Summoning

Por: Lígia Ferreira

Hintf: Obrigada por responderem a esta entrevista, é um prazer falar convosco! Antes de mais, parabéns pelo novo e muito esperado álbum “With Doom We Come”! Depois de uma espera de 5 anos, o que podem os vossos fãs  esperar dele? Vai ser na linha de Old Morning’s Dawn?

Silenius: sim, definitivamente está  na linha de OMD, de certa forma é um pouco como o seu irmãozinho . Isso porque foi construído a partir das cinzas da sessão de OMD, o que significa que tínhamos alguns riffs, estruturas de músicas e até partes de música inacabadas, das quais construímos o nosso novo álbum. Nós reestruturamos, reorganizamos e colocamos novas melodias sobre ele, e no final o novo álbum nasceu. O trabalho em curso foi bastante rápido, mas depois surgiram muitas lutas para encontrar o som  e os instrumentos certos para as melodias.

Hintf: Quais são alguns dos temas abordados no álbum?

Silenius: Liicamente temos mais uma vez uma ampla abordagem ao longo de todas as idades a partir do conceito de terra média. a maioria das letras novamente, são tiradas do próprio tolkien (felizmente,o seu filho lançou alguns livros novos com material antigo não publicado), mas  também tiramos letras de poemas de escritores diferentes, como por exemplo, edgar allan poe. sobre os temas líricos:

Tar Calion é outro nome para ar-pharazon. Ele foi o último rei dos numenor que, cegado por sauron, construiu uma grande frota e navegou para a terra de valar. A segunda música, Silvertine, fala sobre esta montanha, onde uma vez gandalf lutou a sua batalha final contra o balrog. Carcharoth era o maior e mais poderoso lobo ao serviço de morgoth e ele guardava os portões de angband. ele mordeu a mão de Beren com o silmaril dentro e ficou enlouquecido com a dor. A próxima música, Herumor fala de um personagem menos conhecido. Ele era um numenor negro que subiu ao poder entre os haradrim e serviu sauron no final. O instrumental seguinte refere-se a uma série de baixas colinas a leste do condado. Durante a segunda e terceira idade, as colinas eram assombradas pelos barrow-wights enviadas pelo rei  bruxo, para que nenhum homem pudesse se estabelecer ali. Night Fell Behind é sobre  auto-sacrifício e  heroísmo enquanto  Mirklands atrai o ouvinte para uma terra sombria onde a terra dos vivos colide com a terra dos mortos. A canção final do título fala de uma época da primeira era, quando  morgoth se estabeleceu  na Terra média.

Hintf: Cumpriu as vossas expectativas?

Silenius Fo_i tudo ficou como desejavamos – então, do nosso lado, não há preocupações com o novo álbum

Hintf: Qual é o vosso processo de composição ?

Silenius: Para mim, o processo de composição é a parte mais criativa da formação de um álbum. Eu  gosto muito de compor uma segunda e terceira melodia sobre uma parte já existente. o difícil é começar uma música, encontrar o primeiro ritmo, a primeira forma e em que direção um melodia deve ir e como podes aumentar e melhorar a música. O que eu não gosto muito é o processo de produção depois, porque encontrar os sons e instrumentos certos para as diferentes melodias pode ser uma luta interminável porque  nunca sabes se é bom o suficiente ou se pode ser melhor, se  se encaixa na atmosfera ou a destrói e assim por diante. Entretanto, também é muito difícil encontrar pinturas adequadas para a capa e o booklet. Como  sabem, não gostamos de todo esse material de fantasia moderno, mas encontrar pinturas antigas da época romântica também não é fácil porque já usamos as melhores dentro deste estilo.

Hintf: A banda esteve em  hiato de 2006 a 2011, depois de todos os problemas que afectaram a banda durante este período e os problemas de saúde de Silenius, alguma vez pensaram em desistir?

Protetor: Os problemas de saúde de silenius nunca foram um motivo para desistirmos, mas eu estive bastante perto de desistir durante a interminável mistura de som do álbum actual, que levou mais de 2 anos. Esta longa pausa definitivamente não foi planeada. Apenas alguns meses após o último lançamento, trabalhei com os fragmentos de música restantes e fiquei bastante satisfeito com o resultado. Eu já tinha começado a misturar as novas músicas, da maneira que achei que deviam soar para apresentá-las ao silenius. Essa é a maneira como costumo criar músicas. Normalmente eu misturo as músicas como  gosto  e depois chamo o silenius para dar algum feedback e mudar alguns detalhes de acordo com a sua opinião. Mas desta vez foi diferente. ele não criticou detalhes, ele criticou  as músicas completas. não se tratava de alterar detalhes, mas de remisturar e reestruturar a maioria das músicas totalmente. O que se seguiu foi um longo período de estagnação total e frustração. silenius  deu-me ordens de como as músicas deviam soar, enquanto que eu não fazia a menor idéia de quais eram os  problemas que ele tinha com o som. Este período terrível e aborrecido durou mais de 2 anos, até que eu finalmente lhe disse que não tinha mais  vontade de estar numa banda onde toda a atmosfera espontânea tinha desaparecido e fazer música é como ir para o trabalho satisfazer a paixão pessoal. Isso levou a algumas discussões e à conclusão de que simplesmente tinhamos de acabar o álbum  sem revirar cada pequeno detalhe mil vezes, uma e outra vez. finalmente, a crise acabou e nós conseguimos concordar com tudo, mas de qualquer forma aqueles dois anos aborrecidos foram tempo perdido para os Summoning na minha opinião.

Hintf: 2018 marca o 25º aniversário da banda,  quando começaram quais eram as vossas expectativas, acham que as atingiram?

Silenius: Quando começamos com Summoning, claro, não sabíamos que a banda poderia estar viva  tanto tempo, mas de alguma forma conseguimos manter-nos todos estes anos. No começo, só queríamos lançar um álbum para sermos tão fixes quanto os nossos heróis musicais e assim por diante. No início dos anos 90, o black metal não era apenas música, mas um estilo de vida , que vivi 24 horas por dia. tudo estava em ascensão e em movimento e a criatividade  flutuava por toda parte.  Agora, 25 anos depois, muitas coisas mudaram. Summoning é, naturalmente, muito importante para nós, mas é apenas uma parte da nossa vida e não o seu centro, a composição é muito mais focada e pensada agora do que em comparação com o início.

Hintf: Porque escolheram o nome “Summoning”?

Silenius: Que me lembre, Summoning foi inspirado por Darkthrone. Eu acho que debaixo de uma imagem da banda estava o termo “Diabolical Summoning” e de alguma forma eu gostei da frase.Também queria evitar um nome de banda com o final típico “or” ou essas bandas de três palavras como “… of …”. Essa foi a nossa intenção, afinal, não havia um significado maior por detrás de encontrar um nome de banda e é importante referir que não havia conexão com o mundo de Tolkien, porque, no início, este conceito de Terra Média não estava nos planos.

Hintf: Que equipamento usam?

Protetor: Entretanto mudei completamente para soluções de computador. As únicas coisas não digitais que eu uso para gravar são as guitarras com as quais eu toco. mas tudo o resto é criado pelo software de samples, e também as guitarras são misturadas com simulações de amplificação e efeitos de distorção digitais. Esta forma oferece muito mais flexibilidade.

Hintf: Eu sei que Summoning nunca tocou ao vivo ou mostrou interesse em fazê-lo, mas existe a possibilidade de mudarem de ideia e os fãs poderem ter a oportunidade de vos verem?

Protetor: Summoning simplesmente não é feito para o palco, somos uma banda de estúdio pura. Eu pergunto-me por que é que as pessoas esperam que uma banda que eles gostam quando ouvem a música no cd, deve ser automaticamente uma boa banda em palco; estas são duas habilidades diferentes para mim. uma significa ser criativo e obter boas melodias e ritmos para o álbum; A outra significa poder executar músicas já criadas, ao vivo no palco. É uma questão de habilidade com o instrumento, e também uma espécie de habilidade de auto-apresentação, o que é algo que não possuimos. Além disso, não somos perfeitos a tocar instrumentos e também preferimos usar o nosso precioso tempo para criar músicas, em vez de praticar as antigas repetidamente.

Hintf: Podem- nos recomendar algumas boas bandas austríacas?

Silenius: É claro que estou em contacto permanente com abigor e Amestigon e, ocasionalmente, em contacto com outras bandas como “Pungent Stench” “Blutharsh” ou “Woodtemple” entre outras.

Hintf: Como  se sentem quando outras bandas, como Wintersun, por exemplo, dizem que são influenciadas pelo vosso trabalho?

Silenius: Eu não sabia disso, mas, no final de contas , toda essa forma himnica e bombástica de compor é bastante semelhante à nossa. talvez a única grande diferença é que a sua maneira de compor é mais rock, enquanto a nossa composição se afasta das estruturas de rock típicas e tem muito mais em comum com bandas sonoras, neo classico ou mesmo martial industrial e dark ambient.

Hintf: Qual seria o vosso conselho para alguém que está a começar agora?

Protetor: Hum, é sempre difícil dar conselhos a bandas porque cada banda possui uma maneira diferente de fazer música. Nós não usamos baterias reais, então precisamos de um computador normal e já podemos fazer o que queremos, outros precisam primeiro de fazer um ensaio, etc. o mais importante é fazer música que  vos apaixone. façam a música que desejam e não a música com a qual desejam ser bem sucedidos ou o que  acham que as pessoas esperam de vocês.

Hintf: Gostariam de deixar uma mensagem aos nossos leitores?

Silenius:  Um grande “up the hammers” para todos os nossos fãs em portugal e obrigado pela entrevista.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*