Incursed

Entrevista Incursed

Por: Lígia Ferreira

Hintf: Obrigada por responderem a esta entrevista! Quais eram as vossas expectativas quando tudo começou?

Amo: Olá! Obrigado por nos ouvirem. Quando  Incursed começou em 2009 ( Incursed foi criado em 2007, mas não começou a funcionar até 1-2 anos depois), não tínhamos expectativas além de fazer barulho, sair com amigos, beber  e conhecer mulheres . Este último foi um fracasso total.

Hintf: O que vos influencia quando compõem?

Amo: Jonkol é o nosso compositor principal. As suas principais influências são as bandas de metal do norte da Europa como Moonsorrow, Wintersun, Vintersörg, Equilibrium, Scar Symmetry, Keep of Kalessin … Apenas para mencionar alguns.

Hintf: Como foi o vosso primeiro EP Time to Unsheathe our Rusty Swords, recebido pelos fãs?

Amo: Quando TUORS foi lançado, não tínhamos fãs para além dos nossos amigos e famílias, então quando muitas pessoas (eram apenas algumas, mas parecia muito para nós) pediram o nosso EP, começaram a fazer Comentários e tudo isso de outros países … Foi chocante para nós.

Hintf: Vocês lançaram recentemente um novo álbum Amalur, o que nos podem contar sobre ele?

Amo: É o nosso quarto LP autoproduzido, o terceiro gravado  num estúdio profissional. “Amalur” é um álbum mais focado na mitologia e cultura da nossa terra, o País Basco. Mas não é um álbum conceitual e não é a primeira vez que escrevemos música sobre isso.

Musicalmente é praticamente a mesma fórmula que usamos no nosso álbum anterior, intitulado “Elderslied”: uma mistura de Viking, Pagan, Power, Black, Death e qualquer tipo de Metal que queremos, com orquestrações e uma secção de ritmo harmoniosa, mas também sólida. Trabalhamos muito para manter esse equilíbrio. Trabalhamos ainda mais do que nas músicas de Elderslied.Em poucas palavras: polimos algumas idéias dos nossos álbuns anteriores e  misturamo-las com novos elementos. Se ouviram “Elderslied” ou “Fimbulwinter”, vão reconhecer Incursed nos primeiros acordes de “Amalur”, mas vão perceber que algo é diferente. Além disso, houve algumas mudanças no alinhamento e agora as vozes rasgadas são muito diferentes.

Hintf: Atingiu as vossas expectativas?

Amo: As nossas expectativas eram bastante realistas… Quando se trata de metal e não se possui nenhuma editora que suporte a banda, as coisas são difíceis. Nós só queríamos algo de que nos sentíssemos orgulhosos, nos desse a oportunidade de tocar com grandes bandas e tocar a música que gostamos. E, claro, que as pessoas possam desfrutar da nossa música. Então sim. Eu acho que atingimos as nossas expectativas.

Hintf: Qual é a tua música favorita do álbum?

Amo: Uma pergunta difícil. Eu acho que este é o nosso melhor CD e vejo cada música como uma pequena parte de algo maior. Mas acho que a música que eu prefiro ouvir é Cryhavoc !, que abre o álbum após a introdução Lurramets ( a nossa melhor intro na minha opinião). É uma música muito agressiva, mas folk e pesada ao mesmo tempo, um bom exemplo do que é Incursed.

Hintf: Qual é o processo de composição?

Amo: O compositor das músicas (Jonkol na maioria das vezes) faz as músicas, mas deixando-as abertas a que possamos fazer mudanças. Todos nós estudamos as músicas, fazemos as nossas mudanças e depois as compilamos. Quando concordamos com tudo, começamos a gravação.

Hintf: Um concerto inesquecível?

Amo: Há muitos, mas acho que o melhor foi The Carpathian Alliance Open Air 2013 na Ucrânia. Foi inacreditável para nós ver tantas pessoas ficarem loucas com a nossa música tão longe de casa. Nós já tivemos vários bons concertos desde então, como em Aste Nagusia em Bilbao  em 2015, por exemplo.

Hinf: Como é a cena folk em Espanha?

Amo: Há muitas grandes bandas como Lépoka, Heid, Drakum, etc…mas a cena Folk e Pagan Metal é realmente desconhecida para os fãs espanhóis de metal, especialmente as bandas do  seu próprio país, mesmo que pareça um paradoxo.

Hintf: Se  pudessem escolher alguém vivo ou morto para se juntar a vocês em palco, quem seria?

Amo: Não posso escolher apenas um. De acordo com nosso estilo, eu pessoalmente adoro a idéia de tocar com Equilibrium ou Moonsorrow, mas em termos gerais meu sonho seria tocar com Chuck Schuldiner e a sua banda: Death.

Hintf: Têm planos para vir a Portugal brevemente?

Amo: Neste momento estamos a trabalhar em algumas datas em toda a península, mas seria incrível tocar em Portugal pela primeira vez. Estamos a ter um bom feedback do vosso país e depois de quase 10 anos eu acho que é hora!

Hintf: Querem deixar uma mensagem para os fãs portugueses?

Amo: Muito obrigado por nos deixarem fazer parte das vossas vidas. Esperamos que gostem da nossa música tanto quanto desfrutamos das vossas palavras e, como eu disse na pergunta anterior, esperamos vê-los em 2018.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*