The Exploding Boy

Banda: The Exploding Boy

Titulo: “Alarms!”

Editora: AFM Records

Data de Lançamento: 18.Maio.2018

Vogando ondas sonoras que se espraiam e refletem ainda o espirito punk rock inconformista e rebelde de inícios dos anos 70, os suecos The Exploding Boy atualmente inseridos no vasto catálogo de lançamentos da editora alemã AFM Records, apresentaram no passado mês de Maio o seu 5º álbum de originais, intitulado de “Alarms!”.

“Alarms!” chega aos escaparates mundiais e ondas hertzianas com um alinhamento de 11 temas que espelham vividamente por meio de deliciosas e cálidas melodias, o sentimento de impotência e por conseguinte a agressiva frustração/raiva que todos nós genericamente falando sentimos ante o vertiginoso rumo da nossa humanidade.

Ao longo da escuta destes 11 temas que se inserem no estilo seguido pelos The Exploding Boy, a vertente Dark Indie, – ou seja, uma delicada conjugação de Pop Rock Alternativo com a profunda atmosfera sombria e funesta do gótico – despoletam-se vários alarmes de consciência, a tida pelos músicos integrantes deste sexteto e a que se pretende tenha por quem pertinentemente e felizmente os ouve; com o sugestivo tema de abertura ‘Fireland – The End Of Dark City’ faz-se a ponte com o seu aclamado disco anterior, “Dark City” e abre-se caminho a uma reflexão sonora feita de ritmos pesados, com compassos mais lentos em que pontuam amiúde rasgos de luz, assinalando a sempre presente esperança.

Instrumentalmente capazes e registando-se uma capacidade de composição feita com destreza, os riffs de guitarra transportam-nos para uma época musical vivida com alguma maior intensidade quando tudo se rebelava pacificamente e de forma artística, o ainda antes do assinalável período Gótico dos anos 80, a ‘elitista’ fase de vanguarda que influenciou e inspirou toda uma geração de seres humanos cujas utopias irrealizáveis se reforçam e revalidam até hoje no meio artístico.

Linhas de baixo que tão logo associamos ao período negro dos The Cure, estão patentes em todo este registo e particularmente no tema ‘Pointless Action’, gravoso e cristalino, destacando também o timbre vocal que bem explorado conseguirá levar os The Exploding Boy a outros espetros musicais mais amplos.

O uso dos samplers escolhidos para ‘Sign Of The Times’ faz deste tema um sério candidato a rodar incessantemente nas pistas de dança mais alternativas, permeável de misturas eletrónicas bastante interessantes.

Num todo, “Alarms!” é um disco intemporal, ajustando-se à realidade musical independente do ainda novo milénio, retemperando energias e crenças musicais nos legados sonoros do século passado.

Qualquer fã de The Cure ou She Wants Revenge se sentirá confortável e agradado na escuta deste disco e que, permitam se recomende, não se fiquem por apenas esta edição, é interessante descobrir a evolução tida ao longo destes 12 anos de carreira que os The Exploding Boy acumulam já e sua editada discografia.

Pontuação:  8,3/10

Por: Paula Antunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*