Baest

Banda: Baest

Titulo: “Danse Macabre”

Editora: Century Media

Data de Lançamento: 17.Agosto.2018

Fãs de Grave, Entombed ou Dismember ficam desde já avisados. Estejam muito curiosos em relação a este álbum. Esta banda dinamarquesa nascida em 2015, traz-nos um Death Metal Old School bem bruto.

“Cross Whore” abre as hostilidades com uns toques subtis de “Groove” repartidos entre a bateria e o baixo, que fazem desta faixa uma boa mistura entre força e descontracção.  Mas assim que entramos em “Hecatomb” experimentamos logo um aumento de brutalidade. Uns riffs loucos e uma voz dominante aliados a “Blast Beats” absolutamente deliciosos.  Mais uma vez, a mistura entre “géneros” acaba por funcionar muito bem. Transportados para “Danse Macabre” através de guitarras acústicas e de um sampler de chuva, somos presenteados com uma mudança radical e brutal. Absolutamente devastador! Esta musica é longa e tem mudanças de rítmicas interessantes: ora rápida e brutal, ora lenta e   com toques “Groovy” a aparecerem, ora assim assim. Um tema, de facto, muito bem construído. Falamos também de “Messe Macabre” com o seu Death Metal Old School muito bom mas que, comparado com o título tema acaba por nos deixar insatisfeitos.  Depois de “Rituals”, um instrumental, segue-se “Vortex”. E aí sim, algo completamente estrambólico. Uma grande quantidade de ritmos, de riffs e de beats, tudo em conjunto com uma parte mais Heavy da música. E para acabar, falemos de “Ego te Absolvo” a última faixa do álbum. Novamente uma boa mistura de géneros, ritmos e beats  e  uma vontade desmedida de abanar o capacete. E não pensem que falta cá brutalidade. Absolutamente genial!

De referir que este álbum tem um mix/mastering muito bom, e que toda esta mistura de géneros que acabam por nos dar algo, que embora old school, também é diferente e proporciona a quem ouvir, bons momentos musicais. De uma maneira geral, este “Danse Macabre” dos Baest, como tinha referenciado no início, é-vos vivamente recomendado!

Pontuação: 8,8/10

Por: Julien Valente

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*