Conjunto!Evite

Entrevista: Conjunto!Evite

Por: Ligia Ferreira

Hintf: O que nos podem dizer sobre os Conjunto!Evite?

Manuel Belo É um conjunto a não evitar de 5 rapazes obcecados pelo groove, que tanto podem viajar até ao Headbangig, como aterrar no Mundo da Psicadélia. Vale tudo, o que conta é a viajem!

Hintf: Porquê a escolha deste nome?

Fábio Neves: Sempre fez sentido para nós reforçar a ideia de coletivo, por ser isso que nos caracteriza enquanto banda e se reflectir na música que fazemos. Por outro lado, por sermos maioritariamente míopes crónicos e implicar um aviso com um certo tom sarcástico e de humor auto depreciativo tornou-o uma escolha consensual.
Tivemos para nos chamar défoncé, que para os entendidos em slang francês é fácil perceber que seria uma escolha um bocadinho mais controversa.

Hintf: Como foi recebido até agora o vosso single?

Zé Deveza: Os resultados estão aí, mil views na primeira semana. Acho que podemos fazer um belo rescaldo para os primeiros tempos de lançamento do Single, tivemos boas críticas! Temos amigos de amigos a dar bons feedbacks, a comentar e a querer saber o que acontece depois! Temos expectativas para com o vídeo clip pois é um bom trabalho, é uma boa forma de mostrar o que fazemos, os talentos que reunimos estão a dizer presente e o que se seguirá também esperamos ter uma boa aceitação do público em geral.

Hintf: O que podemos esperar do vosso álbum? Para quando está previsto o lançamento?

Fábio Neves: Podem esperar uma trip aos confins do universo com elementos contemplativos, explosões de impulsividade e muito ritmo, afterall é uma trip dançante! Parafraseando, funky and bad! A descolagem está prevista para Outubro.

Hintf: O que vos inspira quando compõem?

Manuel Belo: Quando estamos juntos, a energia na sala ou do espaço dita o caminho da musica, acho que nos inspiramos um pouco por todo o lado, não só “musicamente”, como no quotidiano, na natureza, nas coisas simples nas coisas complexas,qualquer coisa nos pode inspirar,lá está não se pode controlar, apenas ser receptivo a tal.

Hintf: Têm algumas datas marcadas para os próximos tempos?

Sebastião Santos: Sim, vamos começar a tour a 1 de Setembro com concerto no Cabra Negra na Marinha Grande e depois vamos continuar na estrada até 2019, com mais datas a serem reveladas num futuro próximo, estejam atentos ao site e às redes sociais!

Hintf: Definam Conjunto!Evite numa só palavra…

Manuel Belo: Progadélico

Hintf: O que pensam sobre o panorama musical nacional e o que pode ser melhorado?

Sebastião Santos: Na grande escala parece-me que estamos bem. Festivais só com artistas nacionais, festivais que privilegiam os artistas de língua portuguesa, o Moledo Sonic Blast a esgotar… Existe público para os festivais, a grande dúvida é o porque de depois se manifestar tão pouco de Outubro a Maio nos clubes e nas salas de concerto. E aí entramos nos problemas da pequena escala, por exemplo na questão dos problemas que muitas salas estão a ter a nível legal com questões ligadas ao barulho ou à SPA. Muito do circuito alternativo em Portugal é mantido por malta com muito amor à camisola e que raramente recebe boas notícias no que toca a apoios. Às vezes parece que uma boa notícia é não haver más notícias, para se ter noção. Depois existe algo de estranho a acontecer em Portugal nos últimos anos no registo dos bares, que é a questão das bandas tributo. Sem querer entrar pelo lado ético/moral de uma banda tributo, mas quando toca uma banda tributo a xxx, pagas 10 paus e estão lá 200 pessoas e enchem a casa. Mas para a banda de originais a coisa pia fininho e a malta reclama de pagar 5 euros e a casa raramente enche. O mercado manda e os bares existem para dar lucro aos seus donos, mas dificulta-se o negocio para as banda de originais e no final da história, sem bandas de originais não existem bandas tributo e para uma banda crescer ao ponto de alguém lhe querer fazer tributo, é preciso dar espaço, literalmente, para as bandas crescerem ao vivo. Parece aquela imagem da cobra que começa entusiasmada a comer a própria cauda até que….

Hintf: Quais as bandas que têm rodado nas vossas playlists ultimamente?

Zé Deveza: Posso dizer que, pessoalmente, tenho estado a descobrir Thee oh Sees. “como assim não conhecias?” não é isso, existe em rio maior bons influencers que já me mostraram música a sério desde novo! Falo do constant repeat que alguns álbuns deles estão a levar no meu carro, é assim até me fartar para poder desfrutar da qualidade. Agora, o que já não tem rodado na minha Playlist é Artic Monkeys, volta Humbug!

Hintf: Gostariam de deixar algumas palavras aos nossos leitores?

Sebastião Santos: Liguem menos ao Futebol, prestem atenção aos trafulhas e às suas invenções, comam menos produtos de origem animal, andem menos de carro e vão a todos os concertos que poderem ir. A vida é um absurdo mas pelo menos que dê para a gente se rir um bocado e não deixar isto num caco antes dos Aliens chegarem.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*