Zurrapa

Banda: Zurrapa

Titulo: “Zurrapa Som Sistema”

Editora: Independente

Data de Lançamento: .Julho.2018

Já por várias vezes esta que escreve diz e constata que a música criada e produzida no nosso belo jardim à beira-mar plantado está de saúde invejável e pulsa alegremente nas mais variadas vertentes estilísticas, aparte a maior ou menor visibilidade que seus praticantes possam ter.

Prova viva disto e também de que o Punk não está de todo morto e nem o Rock se faz apenas de emblemáticos nomes, surge a vergastada sonora sob o nome de Zurrapa, este que para amantes de néctares inebriantes pode remeter para um mau produto que ainda assim se consome naquela de experimentar e perceber quão mau é.

Ora daqui retiremos então o adjetivo mau e fiquemos com o produto que vale a pena consumir desenfreadamente, produzido em boas castas viseenses, criação de músicos experientes na nossa cena musical em outras linhas de densidades sonoras diferentes mas que em nada diferem no aprumo e boa poda que se fez com “Zurrapa Som Sistema”.

É este novo sistema sonoro o que veicula por 6 mirabolantes canções a Arte de conciliação e conjugação com o que é tão folcloricamente nosso, e ainda assim elegantemente difundido em bom vernáculo sem alcançar o patamar da decadência verbal.

Musicalmente falando que se poderá dizer deste “Zurrapa Som Sistema” a não ser que é complexo em termos de composição pois não se mistura assim o folclore, o Punk e o Rock sem se desvirtuar as suas raízes; que a lírica proposta é do mais leve e descontraído que se lembraram pois a boa disposição é constante e torna-se impossível não se gostar de perceber como se queimam casacos com morangos ou a analogia que se faz com o vinho e o rock’n’roll e demais criaturas…

“Zurrapa Som Sistema” é um disco que provoca adição e uma excelente forma também de nos reconciliarmos com o nosso Punk Rock, assente em pilares de bandas como Censurados ou Tara Perdida, mas revigorado com esta nova vaga de criativos que em Viseu retempera as suas forças musicais.

Pontuação: 9/10

Por: Paula Antunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*