Tannoiser

Banda: Tannoiser

Titulo: “Alamut”

Editora: Leynir Booking

Data de Lançamento: 25.Fevereiro.2018

Oriundos da região da Lombardia, em Itália, os Tannoiser em formação de trio, são daqueles novos coletivos musicais com que ficamos rendidos após a escuta do seu trabalho.

Ainda muito jovens, quer em idade física dos seus elementos quer enquanto formação – dizem os anais musicais que se iniciaram em meados de 2015, e são no entanto uma banda com uma maturidade musical de invejar a alguns que por cá andam há mais tempo, e isto é sonoramente percetível na qualidade de composição que nos traz o seu mais recente álbum “Alamut”.

Ao longo de 28 minutos dividem-se as 6 faixas que estruturam este disco, vincadamente doom, com uma linha de baixo grave e arrastada que se prolonga na vocalização também arrastada e quase ecoante, num registo muito semelhante embora com diferenças dos praticantes de metal negro Inquisitor.

Não sendo propriamente um disco na toada do black metal, notam-se no entanto algumas influências tenuemente diluídas nos acordes mais stoner que se aproximam da nossa alma musical de forma voraz e nos consome de forma hipnótica.

Os riffs de guitarra são intensos e com isto não se quer dizer longos, mas sim com a densidade suficiente de os destacar entre as estocadas na bateria que é enérgica e gritantemente suave.

Este disco apresenta-se numa só faixa contínua dos seus 28 minutos no bandcamp da banda e de facto é a melhor forma de o escutar, num contínuo sem quebras, onde a mera transição de temas se notará apenas no registo físico.

Uma excelente aposta esta da editora Leynir Booking que em Fevereiro arriscou trazer ao mundo em geral este novo trabalho dos Tannoiser.

Pontuação: 8,6/10

Por: Paula Antunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*