Theriomorphic

Banda: Theriomorphic

Título: “Of Fire And Light”

Editora: Dethstar Wreck’ordes

Data de Lançamento: 23.Abril.2018

Após um hiato temporal de quase uma década, eis que temos nova edição discográfica de uma das bandas mais antigas e renomadas da nossa cena metálica dita underground, os Theriomorphic. “Of Fire And Light” é o título escolhido para se designar este lançamento ocorrido em Abril do corrente e que estruturado sob o formato de EP quebrar assim este silêncio – apenas em termos editoriais, uma vez que a banda tem sempre tido ao longo do tempo uma atividade de palco muito constante.

Conhecendo um pouco do percurso e direção musical dos Theriomorphic dificilmente não ficaremos rendidos a esta peça que ao longo de 24 minutos nos revela mais uma vez a sua capacidade de reinvenção e originalidade na criação musical de temas orelhudos e intensos.

Tal como o título sugere, a lírica dos 5 temas vocalizados (3 são instrumentais introdutórios/transitórios) foca-se no fogo e na luz, algo que poderemos eventualmente filosoficamente falando assumir como paradoxal ou redundante, sendo o fogo luz e a luz por sua vez também fogo. Filosofias à parte e na humilde perceção sensorial desta que escreve, a temática abordada remete para negras lembranças dos fogos ocorridos no passado Verão e que resultaram em tragédias várias de proporções dantescas, que luz alguma nos trouxeram; e apesar desta funesta sensação no entanto a musicalidade proposta que empareda a lírica é um bálsamo sonoro, arrojado, intenso e catalisador de catarses individuais.

A velocidade imposta nos riffs de guitarra é constante e consistente, a gravosa voz é reconfortante e as cadências alternadas entre blast-beats voluptuosos e dinâmicos ou compassos mais lentos alicerçam bem este “Of Fire And Light”, executado com precisão e perfeitamente masterizado, conseguindo o ouvinte mais distraído captar pormenores que fazem a diferença e resultam muito bem.

Do tema de avanço a este EP, ‘Absent Light’, há que dizer que é o tema que melhor representa a maleabilidade compositora dos Theriomorphic, fundindo acordes cheios de groove e uns suaves power-chords que lhe dão mais profundidade rítmica, mantendo a sonoridade característica desta banda de culto da nossa lusa pátria. Faz-se um destaque particular para o tema ‘Before We Leave’, que chega como uma gentil brisa sonora pejada de melodia e que faz de ponte para o último assalto com ‘Marching Towards The Sun’, este frenético e demolidor.

Se tivermos que esperar outros tantos anos para ter acesso a esta qualidade sonora, então que seja, pois de facto vale a pena o desfrute final de uma obra que marca certamente este ano de 2018 a nível de edições nacionais.

Pontuação: 9/10

Por: Paula Antunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*