Spock’s Beard

Banda: Spock’s Beard

Titulo:“Noise Floor”

Editora: Inside Out Music

Data de Lançamento: 25.Maio.2018

Ponto prévio: Como não reconhecer esta banda? Os teclados! Mas que teclados! Obrigado ao Sr. RyoOkumoto.

Posto isto, este novo trabalho dos Spock’sBeard, surge 3 anos depois de “theOblivionParticle”, álbum que embora não fosse perfeito, tinha momentos muito bons. “Noise Floor”, um álbum duplo, embarca pelo mesmo caminho, com os traços marcantes dos Spock’sBeard a dizerem “Presentes”. Muita técnica, muito ambiente, muita rítmica, um álbum absolutamente progressivo nas suas essência e construção. Mas não se poderia esperar outra coisa de uma banda que já leva 23 anos de carreira no contador, muitas composições, e sobretudo muita mestria no seu lidar com os instrumentos e sobretudo com a música em si. Também será importante referir que este line-up se mantém unido desde 2011 e foi recentemente reforçado pela presença do baterista original Nick D’Virgilio.

E, para este 13º LP, os Spock’sBeard abrem com o tema “To BreathAnotherDay”. Como já tinha referido, uma composição clássica para esta banda de Rock Progressivo. O teclado carismático bem presente, acompanhado pouco depois da guitarra “crunchy”, marco indistinguível do grande senhor Alan Morse. A progressão da melodia da música é bem catchy. Ted Leonard, vocalista da banda, alertou, para isso mesmo, que o foco deste trabalho seria nas melodias que ficam mesmo na cabeça. De referir que a voz neste álbum é absolutamente fantástica, e para quem tem acompanhado os Spock’sBeard desde 2011, mostra o quão adequada se torna nas composições propostas pela banda. Também é importante referir que neste álbum, e embora se trate de um LP de Rock Progressivo, a música mais longa é de 8min pelo que se estiverem à espera de encontrar aqueles épicos/clássicos dos Spock’s, irão com certeza ficar desiludidos (não pela qualidade isso está bem presente!!). E vemos esta qualidade técnica, qualidade de composição na 2º música “WhatBecomesof Me”, muito melódica, com um ligeiro sabor mais “apopado” mas que revela inteligência na sua construção. Aliás qual das musicas deste álbum não foi composta de maneira inteligente? Isso é e será sempre um marco dos Spock’sBeard. Mas falemos de “HaveWeAll Gone Crazy”. Isto sim, uma música verdadeiramente progressiva. Um verdadeiro clássico dos Spock’sBeard, com uma técnica instrumental absolutamente mágica, com toques de Rock, de Jazz e com uma riqueza melódica e rítmica sem iguais. Quebras de ritmos, guitarra que “fala” quando deve ser, que satura no momento certo. E umas letras com uma crítica à nossa sociedade, sem entrar em campos demasiado políticos. Perfeito mesmo! Ficamos logo a perceber o quão bons estes músicos são a criar músicas com “Sothisislife”: quebra em relação à música anterior, muito pop, quase uma espécie de homenagem aos Beatles. Absolutamente surpreendente, mas verdadeiramente adequada! Para fechar este primeiro disco temos “Box ofspiders e “Beginnings”, que parecem funcionar como se de um conjunto se tratasse, parecendo haver algo que une as duas. A primeira mencionada, é um instrumental, com uma composição muito psicadélica com teclados muito “crazy”, uma guitarra bem saturada, e um ambiente bem “dark”, quase metal, uma mestria na execução! A voz arranca quase de imediato em “Beginnings” o que cria logo uma força e uma presença muito fortes. Aliás, a voz é algo muito presente nos primeiros 3min da música, deixando depois lugar aos instrumentos que nos levem para outros patamares com uma progressividade estonteante!

Como já referido anteriormente, este álbum duplo continua com “CuttingRoomFloor”, 4 músicas com uma duração aproximativa de 17 min. Esta parte do LP, mais parece um bónus. “DaysWe’llRemember”, composição muito Pop, “Bulletproof” e Vault” que também tem esta assinatura mais Pop, mas que na verdade não são verdadeiramente tão interessantes como o primeiro disco. Menção para “ArmageddonNervous” que é um instrumental muito engraçado e que acaba a 2º parte deste LP de uma maneira muito divertida, como uma espécie de lufada de ar!

Muita melodia, muito progressivo, com muito Rock e bom. É o que me apetece dizer deste “Noise Floor”. Com muitos momentos excelentes, outros bons, poderá não ser o melhor registo desta banda, mas os Spock’sBeard raramente desiludem, e é imperativo ouvir esta nova proposta musical, que nos leva a passear para outros lugares. Sem dúvida que irei ouvir mais do que 5 vezes (sim já ouvi 5 vezes e não me canso!!).

Pontuação: 8,5/10

Por: Julien Valente

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*