Graveyard

Banda: Graveyard

Titulo: “Peace”

Editora: Nuclear Blast

Data de Lançamento: 25.Maio.2018

Ouvir o som dos Graveyard, foi sempre algo especial para mim. Sinto sempre que estou como numa espécie de viagem. É daquelas bandas que me dá vontade de andar pela estrada horas a fio. Para muitos poderá não ser aquela banda que de imediato chama algo para si. Mas confesso que eu gosto bastante. Por isso, foi um pouco com desagrado/surpresa que recebi a notícia, em Setembro de 2016, de que iam por um ponto final na aventura. Mas seria na verdade uma paragem de curta duração, pois, em Janeiro de 2017, voltaram ao ativo, apenas com uma alteração: Axel Sjöberg, baterista da formação original e um dos membros fundadores, era substituído por OskarBergenheim. E de facto nota-se uma pequena diferença neste álbum. Sjöberg tinha um toque mais “Heavy” enquanto Bergenheim, sem perder em peso, traz algo mais groovy, mais de “feeling”. Alias, é de destacar a prestação deste novo elemento em todo este novo trabalho.

Mas vamos então falar mais deste novo LP. E podemos logo dizer que este “Peace” continua a ser brilhante em termos daquilo que caracteriza estes Suecos. Muito bom Rock com toques de Groove muito interessantes onde se destacam o Baixo (TrulsMörck) e a já falada bateria. “ItAin’tOverYet” é exemplo disso mesmo e uma excelente maneira de abrir o álbum. Continuando com “ColdLove” que nos embala com guitarras absolutamente vibrantes (o Fuzzyeffect é genial!). De facto, uma música absolutamente vinda de outros tempos! Mas o destaque para mim virá talvez de “WalkOn”. Passa-nos uma grande intensidade rítmica, muito intensa, e é daquelas músicas que nos dá vontade de sair e abanar o corpo. O trabalho de voz de JoakimNilsson é absolutamente brutal, com a sua voz bem particular, com aquele toque áspero que trás aquele “jene sais quoi” à música. Alias, a todos as musicas.

Destaque ainda para o single “PleaseDon’t”, muito HeavyStoner, daquelas faixas, que, como no início disse, nos dão vontade de pôr o prego a fundo e conduzir estrada fora! Grande riff de guitarras e mais uma vez uma secção rítmica muito métrica e adequada!

Posso dizer que este álbum traz de volta os grandesGraveyard. Uma performance muito boa, e um álbum muito bem produzido. “Peace” respira e transpira Rock, com ritmos muito fortes e guitarras bem redondas. Um trave a 70′ bem presente que não desilude, bem pelo contrário.

Pontuação:9/10

Por: Julien Valente

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*