Way Station

Entrevista: Way Station

Por: Miguel Ribeiro

Hintf: Obrigado por responderem a esta entrevista! O que nos podem dizer sobre a história da banda?

A banda na sua atual forma foi formada em meados de 2010.

É interessante que a nossa primeira atuação tenha sido num grande concerto – como banda suporte dos Maybeshewill. Tornou-se simbólico, uma vez que a sua chegada à Ucrânia começou com o nosso set.. Também partilhámos o palco com outras enormes bandas do género como This Will Destroy You, LymbycSystym e outras…

Hintf: O que significa o nome de Way Station, porque o escolheram?

É o nome do nosso livro de infância preferido escrito por Clifford D. Simak. Tão simples quanto isso. Quando nos lembrámos deste nome não pensámos em algum conceito ou ideia específicos… Era apenas uma bela combinação de palavras que espontaneamente escolhemos para usar num concurso local … Mas agora, tendo percorrido algum caminho criativo, o conceito encontrou-nos: WS é uma estação entre o nosso mundo real e o mundo dos sonhos, o lugar entre a consciência e o subconsciente, e o ponto onde as emoções penetram.

Hintf: Como definem o vosso som?

Quando criamos música, somos guiados por uma única regra: a música deve provocar emoções. Não nos amarramos a um género específico, gostamos de diferentes elementos de diferentes géneros, tais como os sintetizadores dos 80, as sujas guitarras do stoner, solos do post-rock… misturamos todas estas coisas no nosso trabalho e tentamos encontrar o nosso som único…

Hintf: Muitas alterações no lineup?

Durante a existência da banda houve algumas alterações ao lineup e cada um dos membros trouxe a sua força a todos os aspetos do desenvolvimento da banda. O atual alinhamento é muito bom – os rapazes estão muito entusiasmados com o que fazem. Não há muito tempo atrás, o Denis Shvets, que antes tocava numa das bandas definitórias do pós-USSR: «И ДМГ» juntou-se-nos. Ele integrou-se tão bem connosco que é como se sempre tivesse estado na banda. Estamos já a planear criar algum material novo com ele.

Hintf: Como foi recebido o vosso novo álbum “The Way of Minstrel” pelos vossos fãs e pela Imprensa?

Os nossos fãs há muito que esperavam por este lançamento, pelo que o receberam muito bem quando finalmente o anunciamos. Mas também tivemos imensos novos ouvintes graças a este lançamento, pois é totalmente diferente do primeiro álbum “The Ships”. A Imprensa também não ficou indiferente e temos tido boas críticas.

Hintf: Por favor falem-nos um pouco mais sobre a cena musical do vosso país, em especial da vossa cidade…

Uma questão difícil para nós… o nosso país tem muito boas bandas que são conhecidas fora, mas a situação interna do país é bastante complicada – os músicos não têm muitos recursos para o desenvolvimento, seja em termos financeiros ou de informação, ainda não escapámos por completo das grilhetas da USSR, não temos o nosso próprio movimento de escolas privadas ou públicas para a música rock … Esta situação é igual em Kiev e no resto do país num todo, provavelmente porque tudo o que acontece no mundo da música na Ucrânia acontece também em Kiev:)

Hintf: Como tem sido trabalhar com a Radio Telescope Music?

Hahaha! Atualmente a Radio Telescope somos nós; Nikita, o guitarrista e fundador da banda, está encarregue das gravações, da mistura e da masterização de todo o material. O novo álbum foi lançado em cassetes que foram produzidas da mesma forma – no estúdio caseiro do Nikita. Toda esta engrenagem criativa se chama de Radio Telescope Music. Talvez no futuro em crescendo se torne uma verdadeira editora…

Hintf: Que bandas que mais vos influenciam?

Todos os membros ouvem diferentes estilos de música, mas há aqui estão as bandas que mais nos influenciam: This Will Destroy You, SigurRos, Russian Circles, Pg.Lost.

Hintf: Quais são os vossos planos para digressões? Para quando podemos esperar um concerto aqui em Portugal?

Gostaríamos muito de aí ir o quanto antes, mas de momento estamos em digressão pela Ucrânia com a apresentação deste novo álbum.

Hintf: Alguma mensagem final aos leitores da Hintf Webzine e aos vossos fãs…?

Estamos muito contentes por a nossa música ter atraído tanta gente de toda a parte do mundo! Obrigado por não serem indiferentes, a música une! Paz para todos! São WS.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*