Kenos

Banda: Kenos

Titulo: “Inner Rituals”

Editora: Bloodcrown Records

Data de Lançamento: 17.Abril.2018

Do novíssimo projeto musical de origem francesa e que dá pelo nome de Kenos ainda muito pouco se sabe; extrapolação da mente criativa do artista musical K., que assume toda a composição e interpretação musical dos elementos da sua obra musical (à exceção do baixo, este a cargo de Maelstrom), esta fala em pleno por si mesma.

“Inner Rituals” é o título do álbum de 36 minutos que estreia assim duma forma impetuosa e energética uma viagem musical às mais profundas e obscuras incepções da mente do seu criador, K.

Lançado no passado dia 17 do corrente e com selo da também francesa editora Bloodcrown Records, “Inner Rituals” é exatamente e como bem descrito na curta nota de imprensa que acompanha os seis temas alinhados, um convite a uma viagem musical que rasga caminho pelos meandros do black metal, pontilhada de cruzamentos belíssimos com o doom e o death metal mais crus, no sentido de despojados de quaisquer elementos ofuscantes para além dos compassos lentos que caracterizam o género doom e a agressividade dos riffs da guitarra, acutilantes e cortantes.

Iniciando-se esta viagem com o tema de abertura ‘Snakes’, não pode deixar de referir quem escreve que tal como uma cobra este tema é fulcral e hipnotizante, enrolando-se suas notas e ritmos intensos à nossa pele de uma forma arrepiante; excelente fio condutor que se desdobra no tema ‘Atlantis’ e faz-nos chegar ao êxtase dos sons do renovado black metal, áspero, com uma vocalização grave e quente, que deambula no seu francês de origem, vociferando calmamente refrões orelhudos em ‘Sinborn’, até ao pináculo da criação deste disco de estreia, com o brilhante e recheado de tremolo pickings e blast beats ecoantes em ‘Shackles’; um tema veloz como se corresse contra o tempo mas com K. a vocalizar de forma segura, encerrando em si a intensa energia que emana deste disco.

Também masterizado e produzido por Maelstrom, que desenvolve ao longo do disco uma linha de baixo grave e psicadélica, é “Inner Rituals” uma excelente estreia e candidato a um dos discos revelação para este ainda jovem ano de 2018.

Pontuação: 8,8/10

Por: Paula Antunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*