Wishing Well

Banda: Wishing Well

Titulo: Rat Race

Editora: Inverse Records

Data de Lançamento: 02.Março.2018

Wishing Well é uma banda de hard rock da Finlândia. O álbum de estreia de 2016, “Chasing Rainbows“, foi bem recebido, e a banda acaba de lançar o esperado “Rat Race” a 2 de Março de 2018. A nova formação da banda conta com Rafael Castillo nos vocais, Arto Teppo no órgão Hammond, Rick Becker no baixo, Juha Kivikanto na bateria e Anssi Korkiakoski na guitarra.
A banda exibe uma mistura de muitos estilos de hard rock e metal, incluindo elementos de doom, power metal, rock clássico e rock dos anos 70.

Podemos verificar o que a banda pode fazer logo na primeira faixa,” Wheeling And Dealing”. O rock aparece. A música tem uma sensação de hard rock, emoldurada pelos vocais melódicos de Rafael Castillo. A música leva-nos suavemente até ao “Children Of Paradise”, onde ouvimos o som do órgão. O resto do som tem alguns elementos de glam rock e o ritmo é bastante rápido. O solo da guitarra destaca-se, assim como o coro das crianças apresentado no final.

Na faixa “Sleepless Nights”, há um ligeiro “fuzz” dando uma sensação de dirty rock & roll. Há um destaque na guitarra e no solo de Anssi Korkiakoski. Os temas líricos até agora têm sido temas de rock padrão: de luta, amor, de ser diferente. A banda transforma isso com “Pilgrim Caravan”. A faixa chama a sua atenção para os sons do violino árabe, e o som em geral tem uma influência de desgraça. A batida tem uma sensação de um balançar tribal e toda a música retrata bem a imagem de uma caravana do Médio Oriente. A música, no final, tem uma sensação rítmica crescente. A música prende, pronta para a faixa do título do álbum.

“Rat Race” mantém um destaque na bateria. A reprodução de Juha Kivikanto é o verdadeiro destaque nesta faixa, proporcionando uma batida de rock & roll pura e rápida. Os vocais são perfeitos nesta faixa e temos um vislumbre do que Castillo é capaz de fazer. Esta música é o “stand out” do álbum, e é muito agradável. A banda realmente mostra as suas habilidades com esta música e funciona muito bem. Isso leva à faixa “Falling Out of Love”, que tem uma qualidade lenta, mas difícil, o que é intrigante. Os temas são sobre corações destroçados.. é claro.. mas a música continua optimista e com um sentimento do rock dos anos 70. Há um som de sintetizador que é um pouco chocante, mas no final da faixa até funciona bem.

Até agora, o álbum tem sido uma sólida experiência de rock & roll com vários elementos para mantê-lo interessante. Com o instrumental “A Little Dream” nós temos uma pequena pausa. Melodias de guitarra clássica são intercaladas com os sons de pássaros. Um pouco estranho no inicio, mas no geral é uma faixa relaxante. Parece quase que estamos no intervalo e que a 2ª parte do concerto vai começar.

A próxima faixa do álbum é a poderosa balada “Grain Of Sand”. Também tem um som de fácil audição que se constrói lentamente. O órgão realmente é o centro das atenções e toda a música tem uma sensação épica. As letras são muito sobre redenção e religião.

You Can’t Keep A Good Man Down”, esta faixa tem uma sensação de “igreja” como a faixa anterior, mas os elementos do rock estão definitivamente de volta. É um caminho sólido que trata de temas sobre redenção e salvação. A música final, “The Day Of Doom”, termina o álbum com um tom levemente mais “dark”. O baixo de Rick Becker mistura um elemento punk com o familiar ritmo de rock. Os temas sobre redenção aparecem novamente com implicações apocalípticas. Com força e optimista, esta faixa encerra o álbum com uma nota alta. No geral, “Rat Race” é um álbum sólido de rock & roll. A banda mistura cuidadosamente géneros e sons variados para criar uma experiência única. A mix é um pouco limpa, e as letras podem ficar um pouco confusas – mas tudo isso é perdoado, já que a sensação é de um momento bem passado e divertido.

Pontuação: 8,9/10

Por: Maria João Tavares

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*