Tontura

Entrevista Tontura

Por: Miguel Ribeiro

-Hintf: Muito obrigado desde já por esta entrevista. Gostava que nos explicassem como surgiu o gosto pela música.

-Tontura: É difícil de explicar, mas achamos que a musica foi algo que sempre esteve presente no nosso ambiente já desde miúdos, portanto é algo que não tem um inicio nem um fim muito bem definido, provavelmente algo que sempre vibrou connosco de uma forma inconsciente.

-Hintf: Como é que tudo começou?

-Tontura: Com a necessidade de aprofundar os nossos conhecimentos musicais sentimos a necessidade de investir em formação musical, formação essa que nos foi proporcionada numa escola na Maia, onde nos conhecemos todos como parte da mesma turma, sob a tutelagem do nosso professor/mentor Nuno Cunha, que certo dia nos sugeriu formarmos uma banda visto que  tínhamos um entrosamento inato uns com os outros.

-Hintf: Quem são os Tontura,de onde vêm? Apresentem-se…

-Tontura: Os Tontura são constituídos por 4 elementos, que são: Miguel Pinto, vocalista e guitarrista, Daniel Costa, guitarrista, Bruno Ribeiro; Baixista e Miguel Silva, Baterista. Somos da Maia, e começamos este projeto há cerca de 5 anos.

-Hintf: Como funciona o vosso processo criativo?  

-Tontura: Não temos propriamente um ritual, para nós a criatividade e inspiração surgem de qualquer lado e em qualquer altura, por vezes tiramos ensaios para compormos algo e estamos 3 horas e não surge nada e por vezes acontece precisamente o contrário, havendo ensaios em que mesmo não estando necessariamente à procura de musica nova ela surge de uma forma inesperada.

-Hintf: Quais são as vossas influências,quem vos inspira? 

-Tontura: Todos nós temos inspirações e referências tão diversas que por vezes nós próprios chocamos um bocado no que toca a direção a seguir para uma qualquer determinada musica em questão. No entanto partilhamos algumas influências em comum como por exemplo: Karnivool, Deftones, Helmet, Tool, basicamente procuramos obter uma sonoridade um pouco suja mas ao mesmo tempo que seja audível e percetível.

-Hintf: Imaginem,que estão em estudio a gravar um album,e podiam escolher um qualquer convidado especial,quem seria?

-Tontura: Boa pergunta ! Penso que o mais consensual entre nós seria possivelmente o Chino Moreno (vocalista dos Deftones).

-Hintf: Numa palavra,como se definem ao vivo?

-Tontura: Sólidos.

-Hintf: Falem-nos sobre o vosso ep “Corrosive Meatbags”?

-Tontura: Foi um projeto gravado no estúdio Caixa Cartão, consiste principalmente em músicas que já faziam parte do nosso reportório, foi a nossa primeira experiência em ambiente de estúdio, consideramos que foi uma boa fase de aprendizagem e de uma forma geral estamos bastante satisfeitos com o resultado obtido.

-Hintf: Como acham que vão reagir os fãs e os media?

-Tontura: De uma forma positiva esperamos nós, pois de facto houve muito trabalho e dedicação para a sua conceção, visto também que é o nosso primeiro trabalho com um toque mais profissional, esperamos que seja satisfatório para todos aqueles que já há muito nos pediam algo para poderem ouvir.

-Hintf: Como vêem o actual panorama musical em Portugal?

-Tontura: Muito mal parado”. Na nossa perspetiva, desperdiça-se muito talento não só a nível musical mas também nas artes em geral. Mas no panorama musical em Portugal, achamos que há falta de iniciativas no que toca ao lançamento de novas bandas locais ou de garagem. Cada vez mais sentimo-nos mais desmotivados ao vermos boas casas a fecharem as portas a miúdos como nós. Consequentemente toda a situação se torna num ciclo vicioso para detrimento dos músicos e do público também.

-Hintf: Quais os vossos maiores objectivos/desejos/sonhos?

-Tontura: Como qualquer um gostaríamos bastante de atingir um reconhecimento alastrado e apreciável com o nosso trabalho, algo que nos permitisse possivelmente levar uma vida mais despreocupada no que toca a nível monetário, ao mesmo tempo que fazíamos o que mais nos dá gozo de fazer.

-Hintf: Planos para o futuro…

-Tontura: Concertos, concertos, concertos, concertos…

-Hintf: Por fim, deixem uma palavra a quem vos ouve e segue…

-Tontura: Muito obrigado a toda a gente que nos apoia, acreditem que as vossas palavras e presenças significam muito para nós, esperemos que fiquem connosco durante esta nossa nova fase e outras possíveis fases que venham , e preparem-se para o que está para vir.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*