Daemonokrat

Entrevista Daemonokrat

Por: Paula Antunes

Hintf: Antes de mais agradecemos o vosso tempo para com esta entrevista! Agora, podem dizer-nos o porquê da escolha deste nome para a banda e alguma da história por trás de Daemonokrat, para quem só agora conheceu o vosso trabalho?

A.Wehrmacht: Olá Paula, é um gusto falar contigo. Os Daemonokrat nasceram em 2013 dos despojos da banda de Black/Thrash, Religio Mortis. Sentimos a necessidade de experimentar um pouco mais o território da sonoridade Death Metal. Os Religio Mortis eram basicamente um projeto de estúdio que tinha em falta um verdadeiro baterista, pelo que com os Daemonokrat começamos também a nossa atividade ao vivo. O novo lineup atual mudou desde o lançamento do disco “The Scourge of Chaos”, e agora é como segue: A. Wehrmacht (Vozes/Baixo), Necrosplatter (Guitarra principal), D.Doom (Guitarras) e El (Bateria). O nome Daemonokrat deriva de duas palavras gregas, Daimon e Kratos. Daimon é a sublimação do conhecimento e Kratos é o poder. Na minha opinião é a conotação negativa dos dias modernos para o significado de democracia ou demonocracia, um bem trajado ”vampiro”.

Hintf: Como tem sido a viagem dos membros de Daemonokrat no cenário do metal extremo e que vos levou a serem músicos ativos?

A.Wehrmacht: Nós crescemos com overdoses de música desde a nossa infância, todos nós! E o metal extremo apenas representa essa matriz reciproca que nos levou a cruzarmo-nos e a formarmos uma banda.

Hintf: Consideram as vossas prévias colaborações/projetos terem contribuído para aumentar e aprimorar as vossas habilidades musicais de forma a trazerem algo de novo aos heavybangers?

A.Wehrmacht: Imenso! Cada pequeno passo do meu – nosso passado foi definitivamente fundamental, quero dizer, eu estou aqui agora graças aos meus esforços anteriores. É também o seguir em frente que nos ajuda a crescer, evoluir e ainda prestar tributo aos pioneiros do metal extremo.

Hintf: “The Scourge of Chaos” é o vosso álbum de estreia e um disco muito intenso e duro, com claras influências do Death Metal da velha escola. Falem um pouco mais deste disco, suas principais influências, e a sua ideia concetual (se alguma)?

A.Wehrmacht: Obrigado! Aprecio bastante esta questão uma vez que acreditamos piamente e inequivocamente que trazemos a nossa velha escola na nossa vida diária. Isto não significa que completamente neguemos o que é moderno, mas digamos que temos um especial toque e atenção para o que outrora tornou este género lendário! As influências são sempre muitas, claro, mas em resumo diria um nome ou dois. Eu diria Morbid Angel, Terrorizer e os lendários Celtic Frost!!! “The Scourge Of Chaos” é uma viagem visionária, a nossa própria reflexão sobre como soaria Lovecraft (H.P.) se ele tocasse nos Daemonokrat!

Hintf: “The Scourge of Chaos” foi primeiramente lançado em formato digital e uns poucos meses depois a versão física em CD pela editora francesa Polymorphe Records. Como se deu esta colaboração, e quão satisfeitos estão com este Segundo lançamento?  

A.Wehrmacht: Sim, a Polymorphe Records e os Daemonokrat foram um casamento químico logo desde o primeiro minuto do primeiro dia em que lhes enviamos o nosso material promocional. O Fred da Polymorphe é um tipo dedicado, apaixonado e ativo da velha guarda, pelo que foi mais que ótimo ter este lançamento pela Polymorphe. Óbviamente que estamos mais que satisfeitos até agora!

Hintf: Como estão ainda fãs e seguidores a reagir ao disco?

A.Wehrmacht: Até agora tudo bem!!! Quero dizer, sim, estamos a receber continuamente reações positivas a cada dia.

Hintf: Falem também um pouco da vossa arte visual, a imagética da banda tem um detalhe muito ‘old school’, como se o tempo tivesse congelado e o estilo do metal extremo/death do último século não tivesse avançado, colocando isto numa forma artística de dizer… Quem está por trás desta parte do trabalho de Daemonokrat?

A.Wehrmacht: Sim totalmente! É um dogma, o nosso dogma!! O Necrosplatter é o tipo! O nosso guitarrista-principal e coautor comigo em todas as canções do álbum é também o ‘deus ex machina’ por trás da arte de capa e imagética. Um artista visual e musical muito talentoso!

Hintf: Como está a vossa agenda para o futuro próximo de Daemonokrat; quando e onde vos vamos encontrar a atuar nos próximos dias/semanas?  

A.Wehrmacht: Por agora estamos a fechar uma tour italiana para o próximo verão; com sorte esperamos aparecer e invadir Portugal brevemente!

Hintf: Deixem uma mensagem aos nossos leitores e vossos seguidores portugueses!

A.Wehrmacht: Obrigado a todos por este momento agradável e o espaço dado. Um obrigado especial também ao Fred da Polymorphe Records. Hey malta, divirtam-se e vejam o fantástico Leviathan!!!

Cheers and keep it up!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*